Economia

Governo quer aumentar capacidade e número de ligações marítimas entre ilhas do Grupo Central

  • 8 de Setembro de 2009
  • 181 Visualizações, Última Leitura a 19 Outubro 2017 às 17:05
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Governo Regional dos Açores pretende que aumentar a capacidade e o número das ligações marítimas entre as ilhas do Grupo Central, definindo novas obrigações de serviço público, que espera ver em vigor a partir de Janeiro.

"As novas obrigações de serviço público vão significar um número maior de ligações entre as ilhas (do Grupo Central), bem como um maior número de lugares disponíveis em todas as rotas", afirmou hoje Vasco Cordeiro, secretário regional da Economia.

As novas regras resultam do entendimento do executivo açoriano de que a melhoria das acessibilidades é um dos "pilares fundamentais" para o desenvolvimento regional.

Nesse sentido, Vasco Cordeiro considerou que o transporte marítimo tem "um carácter verdadeiramente essencial para a economia" do Grupo Central, que é constituído pelas ilhas do Faial, Pico, S. Jorge, Graciosa e Terceira.

"Para se ter uma ideia, basta referir que, em 2008, foram transportados mais de 500 mil passageiros entre estas ilhas", frisou.

As novas obrigações de serviço público prevêem para a rota entre a Horta e Madalena, na ilha do Pico, um mínimo de quatro ligações diárias de ida e volta de segunda a sábado e três aos domingos e feriados, no período entre 01 de Outubro e 31 de Maio.

Em Junho e em Setembro deverão ser realizadas seis ligações diárias e, em Julho e Agosto, o mínimo serão oito.

Isto significa um aumento de duas ligações diárias em Julho e Agosto, para responder ao aumento da procura que se tem verificado nestes meses.

Em termos de capacidade disponível, o executivo pretende 8.100 lugares entre 01 de Outubro e 31 de Maio, 12.600 lugares em Junho e Setembro e 16.800 lugares em Julho e Agosto.

Na rota Horta/S. Roque/Velas/S. Roque/Horta está prevista, pelo menos, uma ligação diária de ida e volta entre 1 de Outubro e 31 de Maio e duas entre 1 de Junho e 30 de Setembro.

A alteração nesta rota refere-se à introdução de uma viagem diária durante todo o ano e ao reforço nos meses de Verão, sendo ainda alargado o período em que se realizam duas viagens por dia.

Quanto à capacidade, os mínimos definidos são de 2.100 lugares entre 01 de Outubro e 31 de Maio e 4.200 lugares de 01 de Junho a 30 de Setembro.

Finalmente, na rota Horta/S. Roque/Velas/Calheta/Angra do Heroísmo/Santa Cruz da Graciosa/Angra do Heroísmo/Calheta/Velas/S. Roque/Horta, as novas obrigações de serviço público impõem um mínimo de quatro ligações semanais em Junho, Julho e Setembro e cinco em Agosto.

Neste caso, a novidade é o alargamento do serviço à primeira quinzena de Junho e à última de Setembro, além de ser introduzida mais uma viagem semanal.

Em termos de capacidade disponível, exigem-se 2.200 lugares semanais em Junho, Julho e Setembro e 3.100 em Agosto.

As novidades hoje anunciadas pelo governo regional incluem ainda a criação de tarifas especiais para a terceira idade e para famílias numerosas, assim como tarifas promocionais para grupos culturais e desportivos.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Nove mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos