Economia

“Viking” a navegar em águas açorianas

  • 4 de Agosto de 2009
  • 218 Visualizações, Última Leitura a 19 Novembro 2017 às 10:23
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O navio “Viking” inicia amanhã a operação nos mares dos Açores com uma viagem entre Ponta Delgada e Vila do Porto.

De acordo com uma fonte da Atlânticoline, a primeira viagem do “Viking”, apesar de não estar prevista no horário da empresa, tem já lotação esgotada, uma vez que no próximo fim-de-semana decorre o Rali de Santa Maria.

Na quinta-feira, o “Viking” efectua uma viagem entre Ponta Delgada e a Praia da Vitória também com a lotação de 560 passageiros esgotada.

Após a realização dessa segunda viagem extra o “Viking” começa a cumprir, na sexta-feira, o horário previsto pela Atlânticoline até ao final de Setembro.

O “Viking” chegou no passado sábado ao porto de Ponta Delgada mais de um mês depois da data prevista para iniciar o transporte de passageiros inter-ilhas.

O barco veio de Falmouth, no Sul de Inglaterra, onde esteve a ser reparado a uma avaria num compartimento de proa, provocada pelo mau tempo e forte ondulação que enfrentou no mar quando se dirigia para Ponta Delgada.

O “ferry” deveria ter começado a operar a 22 de Junho, mas a data teve que ser adiada para 11 de Julho devido a atrasos nas obras de adaptação aos portos açorianos.

Posteriormente, um acidente com o piloto que deveria trazer o navio de Liverpool para Ponta Delgada obrigou a novo adiamento do início da operação, para 13 de Julho.

Essa data acabou também por não ser cumprida devido à descoberta de uma fissura de 30 centímetros no tanque de combustível de longo curso, quando o “Viking” estava a ser abastecido em Liverpool para iniciar a viagem para os Açores.

Resolvido este problema, o navio iniciou a viagem, suspensa pouco depois por causa do problema num compartimento de proa.

Construído em 1997, em Itália, o “Viking tem cerca de 100 metros de comprimento e consegue atingir uma velocidade de 35 nós, dispondo de capacidade para transportar 690 passageiros e 140 viaturas.

As ligações marítimas de passageiros estão a ser asseguradas desde Maio apenas pelo navio “Express Santorino”.

Recorde-se que a Atlânticoline teve que recorrer ao “Viking” para assegurar as ligações marítimas de passageiros depois do Governo Regional ter recusado receber o “Atlântida”,  um navio construído nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo para operar nos mares dos Açores.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos