Economia

Salários de trabalhadores com gripe A serão suportados pelo Estado

  • 24 de Julho de 2009
  • 220 Visualizações, Última Leitura a 25 Setembro 2017 às 07:56
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os patrões e sindicatos, reunidos hoje com os ministérios do Trabalho e Saúde, num encontro extraordinário de concertação social, decidiram que, em caso de contaminação com a gripe A, os salários dos trabalhadores serão suportados pela Segurança Social.

João de Deus, presidente da UGT, disse, à saída do encontro, que “a reunião ultrapassou as expectativas e que se tratou de um encontro útil e positivo” nas suas conclusões.

Segundo o dirigente sindical, os ministérios do Trabalho e da Saúde clarificaram a fase da doença em que cada uma das tutelas deve intervir quando a gripe se propagar pela comunidade.

Serão as autoridades de saúde, nomeadamente as delegações de saúde a determinar, inclusivamente, se uma empresa deve ou não encerrar. E uma situação de encerramento devido à gripe A será equiparada a uma situação de doença, pelo que o salário dos trabalhadores será suportado pela Segurança Social.

Sobre possíveis situações de fraude neste contexto, João de Deus explicou que a intervenção dos delegados de saúde servirá para acautelar esses abusos.

Mesmo que as empresas não encerrem, os trabalhadores suspeitos só irão para casa após luz verde dos delegados de saúde: “A empresa não pode, unilateralmente, mandar alguém para casa”.

Ficou ainda assente que os pais com crianças doentes com gripe A podem ficar em casa com os filhos.

O valor a pagar será cerca de 80 por cento do salário.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos