Economia

Terceira líder nacional na recolha de resíduos

  • 17 de Julho de 2009
  • 179 Visualizações, Última Leitura a 18 Agosto 2017 às 06:59
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A Terceira recolheu, no primeiro semestre deste ano, a maior quantidade de resíduos de embalagem de papel/cartão e de vidro por habitante a nível nacional.

Os materiais foram recolhidos para valorização e reciclagem no continente no âmbito do sistema integrado gerido pela Sociedade Ponto Verde.

De acordo com números divulgados pela Sociedade Ponto Verde, na Terceira foram recolhidos, em média, 14 quilos de vidro por habitante na Terceira, sendo a média nacional de oito.

Nas retomas de papel/cartão o valor obtido na ilha foi de 13 quilos por habitante, quando a média nacional é de cinco.
A recolha selectiva de plástico e madeira também é muito superior à média nacional.

Nos primeiros seis meses deste ano, foram recolhidos 1.737 toneladas de várias fileiras de resíduos de embalagem, o que significa que cada habitante da Terceira contribui com 31 quilos de resíduos enviados para reciclagem, mais do dobro da média nacional.

Em São Miguel, Pico e Faial a recolha selectiva de resíduos de embalagem de papel/cartão também ultrapassa a média nacional embora com menos expressão do que na Terceira.

“BOM TRABALHO”

De acordo com o secretário regional do Ambiente e do Mar, Álamo Meneses, os resultados obtidos na Terceira na recolha selectiva de resíduos “devem-se ao bom trabalho por parte das empresas que fazem a recolha e separação”.

Álamo Meneses considera que a articulação do trabalho dessas empresas privadas com as entidades municipais responsáveis pela recolha de resíduos está na origem dos bons resultados alcançados a nível nacional.

Segundo referiu, a recolha selectiva e exportação de resíduos é um negócio cada vez mais atractivo para os privados que podem tirar rentabilidade com a exportação para reciclagem e ainda com as receitas da ecotaxa.

Por outro lado, Álamo Meneses assegurou que o Governo Regional pretende estimular o surgimento de empresas de recolha selectiva e exportação de resíduos com a comparticipação dos custos de transporte marítimo para o continente.

“Esperamos que em todas as ilhas possam aparecer empresas ou empresários em nome individual interessados na recolha selectiva e exportação de resíduos”, disse.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos