Economia

Inflação na Zona Euro negativa em Junho pela primeira vez

  • 15 de Julho de 2009
  • 227 Visualizações, Última Leitura a 18 Dezembro 2017 às 20:23
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os preços no consumidor na zona euro caíram pela primeira vez em Junho, recuando 0,1 por cento, com Portugal a registar a segunda maior queda (1,6 por cento) após a Irlanda, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat.

Esta é a primeira vez que os preços recuam entre os 16 países da moeda única desde a criação da zona euro em 1999, e até desde a criação de estatísticas para esta zona em 1996, recalculadas pelo Eurostat, o gabinete de estatística da União Europeia.

Os dados divulgados pelo gabinete de estatísticas da União Europeia confirmam a estimativa rápida publicada a 30 de Junho. Face a Maio - mês em que a inflação foi nula - os preços subiram 0,2 por cento.

Na União Europeia no seu conjunto, os preços subiram 0,6 por cento em comparação homóloga, e 0,2 por cento face ao mês anterior.

Desde um pico histórico de quatro por cento registado no Verão passado, a inflação tinha vindo a descer de forma acentuada nos últimos meses, na sequência da quebra dos preços do petróleo e do abrandamento da economia.

Portugal registou a segundo maior queda de preços da União Europeia, com um recuo de 1,6 por cento só superado pela Irlanda onde os preços caíram 2,2 por cento. Face a Maio, os preços subiram 0,2 por cento em Portugal.

As taxas médias (sobre doze meses até Junho de 2009) também calculadas pelo Eurostat mostram que Portugal registou a inflação mais baixa (0,8 por cento), seguido da Irlanda (um por cento) e da Alemanha (1,5 por cento).

As taxas de inflação mais elevadas foram registadas na Letónia (10 por cento), na Lituânia (8,6 por cento) e na Bulgária (7,3 por cento).

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos