Economia

Hotelaria açoriana com resultados negativos

  • 14 de Julho de 2009
  • 228 Visualizações, Última Leitura a 18 Novembro 2017 às 21:34
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

De acordo com dados hoje publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a hotelaria da Região dos Açores manifestou um padrão de evolução negativa em Maio de 2009, face ao período homólogo do ano passado. Ainda assim, alguns indicadores manifestaram uma “relativa estabilidade”, segundo se pode ler no documento.

Na Região dos Açores, em Maio de 2009, as dormidas baixaram em 8,5%, em relação a Maio de 2008. Ainda assim, a Região foi uma das que menos decresceu no sector hoteleiro, dentro do panorama nacional, no qual as regiões com maiores decréscimos foram o Algarve, com menos 19,8%, Lisboa e a Madeira, com menos 16%, aproximadamente. Refira-se ainda que, em número médio de dormidas, todas as regiões manifestaram uma tendência negativa, em relação a Maio de 2008.

Em termos de taxa de ocupação, as unidades hoteleiras açorianas manifestaram um decréscimo de 44,6 para 40,5%, mantendo-se a média de noites por estadia, em 3,2. Este valor encontra-se mesmo acima da média nacional, que se situa nos 2,7.

Os Açores revelaram, ao contrário do quadro global português, uma relativa estabilidade, designadamente nos proveitos de aposento e no rendimento médio por quarto, que em Maio de 2009 foi de 28,6 euros, sendo que no mesmo mês do ano anterior foi de 29,1 euros. Este é um valor que se encontra acima da média nacional, na qual o rendimento médio por quarto foi de 21,3 euros.

O estudo contemplou a análise conjunta aos resultados de hotéis, residenciais, parques de campismo e pousadas da juventude, no Continente e Ilhas.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Quatro mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos