Economia

Transportadores de pão esclarecidos em Angra

  • 10 de Julho de 2009
  • 218 Visualizações, Última Leitura a 19 Setembro 2017 às 15:26
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *
s transportadores de pão foram esclarecidos sobre as regras de transporte e venda daquele produto numa sessão realizada esta semana, em Angra do Heroísmo, pela Câmara do Comércio.

 


Na sessão de esclarecimento, o cabo da GNR João Martins alertou para a obrigatoriedade de abater a entrega do pão numa folha anexa ao documento de transporte, em cada distribuição/venda, ou seja, porta a porta.
Por seu turno, a mesa de panificação disse que esta situação “é muito difícil de cumprir, porque não se adequa à realidade da panificação”.

 


“A distribuição de pão é feita muito amiúde, dificultando esta metodologia”, acrescentou.
Os empresários alertaram para o facto de estar a ser “aplicada a punição por não estarem inseridas a data e hora de fim do transporte”, adiantando que isso é “quase impossível de se prever, logo muito difícil de cumprir”.
A GNR salientou que esta questão não é punida por lei, pelo que devem comunicar a esta entidade sempre que alguma irregularidade ocorra.

 


Perante esta questão, os empresários convidaram a GNR a acompanhar os transportadores de pão, o que foi aceite.
Os empresários frisaram ainda a necessidade de uma acção mais efectiva no combate à economia paralela.
A GNR indicou que continua a sua acção, que tem surtido efeitos, tendo já sido levantados 49 autos este ano.
O cabo João Martins referiu igualmente que a GNR actua em casas particulares, pelo que é importante denunciar este casos, para que possam actuar.

 


Na ocasião, o médico veterinário Diogo Costa apresentou as exigências em termos de higiene e segurança alimentar no transporte de pão, tendo salientado as mais-valias alimentares do pão.
Foram referidas as características técnicas que as viaturas devem ter, bem como as inscrições que devem estar no exterior - “transporte de pão” ou “transporte e venda de pão”.

 


 Foi igualmente exposto que a caixa de carga não pode ser utilizada para outros fins.
Além disso, o vestuário do pessoal afecto à distribuição de pão tem de ser branco ou de cor clara.
Diogo Costa referiu ainda que a Organização Mundial de Saúde recomenda que cada pessoa consuma cinquenta quilos de pão por ano, o que deixou os empresários satisfeitos.

 

EXPOMADEIRA

 


Por outro lado, a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo (CCAH) participa na ExpoMadeira 2009, que decorre entre hoje e o dia 19 deste mês, no Madeira Tecnopolo.
A CCAH participa no evento, no âmbito da Câmara do Comércio e Indústria dos Açores, com um stand institucional que vai contar com diversos produtos e serviços de mais de duas dezenas de empresas açorianas.

 


O objectivo da participação é promover as empresas açorianas e os produtos e serviços regionais, procurando desenvolver novos contactos de negócios naquela que é a maior mostra de actividades económicas da Região Autónoma da Madeira e uma das melhores plataformas para a promoção dos produtos no mercado madeirense, sendo também uma porta de acesso a todos os mercados de influência portuguesa.

 


Queijo, manteiga, leite, iogurtes, doçaria tradicional, conservas, pimenta, açúcar, fruta, vinhos, licores e água, são alguns dos produtos gastronómicos regionais que vão estar na ExpoMadeira.

 


Ao longo dos dez dias do evento, estão também programadas diversas actividades, desde provas a reuniões empresariais.
A ExpoMadeira é uma feira multi-sectorial dirigida a profissionais e público em geral que conta com a presença de cerca de uma centena de expositores espalhados por uma área de cinco mil metros quadrados.

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos