Economia

FMI julga afastados riscos mais graves de um abrandamento económico severo

  • 25 de Junho de 2009
  • 177 Visualizações, Última Leitura a 17 Agosto 2017 às 05:58
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os riscos mais graves de um abrandamento económico severo foram evitados e o regresso do crescimento mundial poderá ser mais rápido do que previsto, mesmo se as incertezas continuam fortes, declarou hoje o director-geral adjunto do FMI, John Lipsky.

"Parece que evitámos os riscos mais graves de um abrandamento económico severo e que o regresso a um crescimento positivo poderá ser mais rápido do que se pensava inicialmente", julgou Lipsky, que participava a um debate sobre a crise mundial e os países emergentes.

Os dados mais recentes mostram "alguns sinais de moderação na recessão global", disse, acrescentando que há ainda "incertezas" no que respeita ao 'timing' e ao andamento da retoma, que será "lenta".

"Parece que a confiança regressou um pouco e que os indicadores melhoraram ligeiramente", explicou, sublinhando que o Fundo Monetário Internacional (FMI) ia em breve rever "ligeiramente em alta" as suas previsões económicos, "nomeadamente para 2010".

O crescimento não voltará antes do início do próximo ano e a aceleração da actividade só será progressiva, insistiu, sublinhando a necessidade de continuar com acções de relançamento "para assegurar uma retoma sustentável".

O FMI já reviu recentemente em alta as suas previsões para os Estados Unidos.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos