Economia

Vendas a retalho abrandam tendência de queda e descem 2,2% em Abril

  • 29 de Maio de 2009
  • 276 Visualizações, Última Leitura a 18 Dezembro 2017 às 20:16
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O volume de negócios no comércio a retalho abrandou a tendência negativa em Abril, ao cair 2,2 por cento face a igual mês de 2008, menos de metade da descida de Março, informou hoje o INE.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), as vendas no comércio a retalho, a preços constantes, corrigidas dos efeitos de calendário e de sazonalidade, desceram 2,2 por cento em Abril, quando em Março tinham diminuído 5,2 por cento.

De acordo com o "Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas no Comércio a Retalho" para Abril, o decréscimo das vendas foi atenuado pela variação positiva na categoria dos produtos alimentares, com uma subida de 1,4 por cento, quando no mês anterior tinha descido 1,5 por cento.

Já o comércio de produtos não alimentares registou uma quebra de 5,1 por cento.

Na variação mensal, face a Março, o volume de negócios no comércio a retalho aumentou 3,4 por cento.

Em Abril, o emprego neste sector diminuiu 1,7 por cento, um comportamento semelhante a Março, quando tinha descido 1,8 por cento.

No entanto, a variação mensal do emprego foi nula, enquanto em Março tinha subido 0,1 por cento.

As remunerações brutas registaram uma tendência inversa do emprego e cresceram 3,1 por cento em termos homólogos, quando um mês antes tinham aumentado 6,7 por cento.

Quanto às horas trabalhadas no sector do comércio a retalho, em Abril, desceram 2,9 por cento face a igual mês do ano passado.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos