Economia

Crédito às empresas e famílias volta a abrandar em Março

  • 21 de Maio de 2009
  • 230 Visualizações, Última Leitura a 19 Agosto 2017 às 05:21
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O crédito às famílias e às empresas voltou a abrandar em Março, com os empréstimos às empresas e aos particulares a registar novos mínimos, de acordo com o Boletim Estatístico divulgado hoje pelo Banco de Portugal.

O crédito concedido pela banca aos particulares subiu 2,7 por cento em Março face ao mês homólogo, o que compara com uma variação homóloga de 3,1 por cento no mês anterior.

Esta é a taxa de variação mais baixa dos últimos cinco anos.

Os créditos de cobrança duvidosa nos empréstimos às famílias atingiram em Março os 3.295 milhões de euros, mais 4,2 por cento que no mês anterior e 32,8 por cento acima do valor registado há um ano.

Já no caso das empresas, os empréstimos concedidos pelos bancos aumentaram 7,6 por cento, um crescimento que se segue a uma variação de 8,8 por cento.

O crescimento de Março é o mais baixo desde Agosto de 2007.

O governador do Banco de Portugal tem defendido que este deve verificar-se um abrandamento no crédito concedido, mas rejeita que possa haver uma redução do crédito.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos