Economia

Governo açoriano cria linha de crédito bonificado para empresas regularizarem dívidas

  • 19 de Maio de 2009
  • 270 Visualizações, Última Leitura a 22 Novembro 2017 às 16:33
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Governo Regional dos Açores anunciou hoje a criação de uma linha de crédito bonificado às empresas com sede no arquipélago, no valor de 20 milhões de euros, para permitir a liquidação de dívidas a terceiros.

Esta linha, segundo o secretário regional da Presidência, André Bradford, terá uma duração até cinco anos e destina-se "à liquidação de dívidas a terceiros, comprovadas por documento legal emitido até 30 de Abril de 2009".

Segundo André Bradford, as operações de crédito a celebrar no âmbito desta linha beneficiam de uma garantia até 75 por cento do capital em dívida por operação, para um montante máximo de financiamento de 25 mil euros para as micro empresas, 100 mil euros para as pequenas empresas e 250 mil euros para as restantes.

Na reunião de hoje, o executivo regional decidiu ainda reforçar em 40 milhões de euros a linha de apoio à reestruturação da dívida bancária das empresas dos Açores.

Este reforço surge para dar resposta à "procura verificada" nesta linha de apoio.

No âmbito das medidas para minimizar o impacto crise económica internacional nos Açores, o governo regional decidiu também criar o Programa de Qualificação Empresarial, que visa "melhorar a situação profissional e a empregabilidade" dos trabalhadores que estejam abrangidos por medidas de redução do período normal de trabalho.

No quadro deste programa, as acções de formação profissional representam entre 30 a 50 por cento da duração do trabalho semanal previsto.

O executivo liderado pelo socialista Carlos César decidiu ainda criar um programa de apoio especial à aquisição de habitação, que assegura a garantia necessária ao financiamento, através de um empréstimo até 20 por cento do custo de aquisição da casa, com bonificação do spread em 60 por cento.

O valor do imóvel a adquirir não pode, no entanto, ser superior a 180 mil euros para beneficiar deste programa de apoio.

André Bradford salientou que o governo regional entende ser agora "tempo de criar condições" para que as famílias tenham facilidades no acesso ao crédito.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Quatro mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos