Economia

Índice do custo do trabalho aumentou 2,1% no 1º trimestre - INE

  • 14 de Maio de 2009
  • 257 Visualizações, Última Leitura a 21 Outubro 2017 às 00:18
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O custo que as empresas suportam com os seus trabalhadores aumentou 2,1 por cento no primeiro trimestre face ao mesmo período de 2008, anunciou hoje o INE.

Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) apontam para uma descida de 1,7 pontos percentuais relativamente à variação homóloga registada nos três primeiros meses do ano passado no Índice de Custo do Trabalho, excluindo a Administração Pública e corrigido dos dias úteis.

Esta evolução é justificada pelo INE com uma subida de 2,7 por cento dos custos médios do trabalho e com um aumento de 0,7 por cento das horas efectivamente trabalhadas.

Portugal surge acima da média dos países da União Europeia (UE) relativamente ao quarto trimestre (últimos dados disponibilizados pelo Eurostat), em termos de custo do trabalho.

A evolução homóloga para os 27 países foi de 4,6 por cento, enquanto em Portugal foi de 4,8 por cento.

Grécia, Roménia, Bulgária e Letónia apresentaram taxas de variação homóloga do custo médio horário que superaram a subida média da UE.

Ao contrário, França e Malta registam acréscimos inferiores à média da UE.

O INE refere um acréscimo médio horário na maioria das actividades económicas, mas realça uma subida "mais expressiva" em sectores como a electricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio, as indústrtias extractivas ou os transportes, armazenagem e comunicações.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos