Economia

"Competitividade e inovação" para ultrapassar a crise

  • 30 de Abril de 2009
  • 283 Visualizações, Última Leitura a 18 Dezembro 2017 às 11:05
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Encontrar soluções para ultrapassar os constrangimentos das empresas açorianas em ano de crise é a principal preocupação da Câmara do Comércio de Angra que hoje assinala os 157º aniversário.

Na cerimónia, no Terceira Mar Hotel, vão ser proferidas duas palestras pelo presidente da Direcção da Associação Industrial Portuguesa (AIP) e pelo vice-presidente do Governo Regional dos Açores.

“Novas estratégias de competitividade e inovação das empresas para enfrentar os desafios de 2009”, é o tema em discussão. O representante do governo abordará, ainda, as medidas regionais para combater “a situação difícil que se vive hoje na economia regional”.

Hoje vão também ser entregues dois prémios CCAH: o Prémio Carreira, que visa homenagear a excelência da actividade empresarial de uma das empresas associadas, e o Prémio Empresa Empreendedora, que procura reconhecer a inovação, a capacidade de renovação e o pioneirismo empresarial. Os vencedores, que só serão conhecidos hoje, foram eleitos por votação online.
 
Longa história
 
A CCAH surgiu em Abril de 1852, com o objectivo de “formar uma Associação Comercial que, indagando as necessidades do comércio, concilie e promova os seus interesses particulares e gerais”. Foi declarada Pessoa Colectiva de Utilidade Pública em 1990, e em 2002 foi condecorada pelo Presidente da República com o título de “Membro Honorário da Ordem do Mérito Agrícola, Comercial e Industrial”. Actualmente tem sede na Rua da Palha, em Angra do Heroísmo, e conta com cerca de 800 Associados, de diferentes sectores de actividade, nas Ilhas Terceira, São Jorge e Graciosa, onde funcionam dois núcleos empresariais.
 
Aproveitar oportunidades
 
Sandro Paim, recentemente reeleito presidente da Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo, reconhece que as empresas vivem momentos difíceis, mas defende que é a melhor altura para se estudar novas as oportunidades de negócio e apostar na requalificação para ultrapassar algumas dificuldades. 

O debate promovido hoje pretende proporcionar aos empresários terceirenses soluções e perspectivas conjunturais e estruturais para promover a recuperação.

Sandro Paim mostra-se também confiante nas medidas do Governo Regional para minimizar o impacto na Região da crise financeira e económica internacional.   

O governo já anunciou a criação de uma linha de apoio às empresas açorianas, no valor de 20 milhões de euros, destinada exclusivamente ao financiamento do pagamento entre empresas, e ainda um reforço de 40 milhões de euros na linha de apoio à reestruturação dos endividamentos bancários das empresas, através da qual já foram disponibilizados 97 milhões de euros. Medidas estas que merecem o apoio da Câmara do Comércio de Angra.

Segundo dados do governo mais de quinhentas empresas açorianas já beneficiaram destas medidas, quer para reestruturação de dívidas, recapitalização ou criação de fundos de maneio, havendo, igualmente, muitas outras candidatas à mais recente linha de crédito para dinamizar o pagamento entre empresas.

O grande objectivo do Plano de Actividades da Câmara do Comércio de Angra é a “divulgação, promoção e dinamização o comércio local”.

A CCAH tem mesmo previsto no plano para este ano uma Feira Multisectorial, a ExpoTerceira, em Outubro, na Praia da Vitória, e pretende apresentar um conceito inovador, que potencie a apresentação e lançamento de novos produtos pelos seus Associados. Para assegurar o sucesso do evento, a CCAH vai realizar um workshop de “Como ter sucesso numa Feira”, bem como promover um projecto para a requalificação da Imagem das Empresas Açorianas.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos