Economia

Ilhas têm profissionais de ouro

  • 23 de Março de 2009
  • 255 Visualizações, Última Leitura a 19 Novembro 2017 às 10:32
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Quatro açorianos demonstram no campeonato nacional das profissões serem os melhores em carpintaria, electricidade, gestão de redes e recepção de hotelaria.

André Rodrigues, Carlos Vidinha, Luís Martins e Wilson Silva têm algo em comum: provaram que eram os melhores nas suas profissões e trouxeram para os Açores quatro medalhas de ouro do Campeonato Nacional das Profissões – Skills Portugal.

Carlos Vidinha (carpintaria), André Rodrigues (electricidade), Luís Martins (gestão de Redes Informáticas) e Wilson Silva (Recepção de Hotelaria e Turismo), destacaram-se entre os 165 jovens concorrentes, com idades entre 17 e 22 anos, que de 9 a 12 de Março, em Santarém, mostraram o seu valor nas 34 profissões a concurso.

Para os vencedores, a experiência foi enriquecedora. “Foi uma forma de retribuir o que a escola me deu. E também foi uma forma de testar as minhas capacidades perante outros profissionais da mesma área. Ganhei novos conhecimentos, alguma experiência que me servem agora para o mercado de trabalho”, testemunha Wilson Silva.

A participar pela primeira vez, Carlos Vidinha confessa que a competição é difícil: “há muitos nervos, muito stress e isso torna tudo mais difícil, porque os que vão ao Campeonato são os melhores”, mas gostou do convívio entre as pessoas. Um aspecto que também André Rodrigues sublinha. “Não é normal que concorrentes que estão a disputar uma prova entre si, se ajudem”, explica, mas a verdade, diz o electricista, é que “foi uma competição muito amigável” e, nos intervalos, os concorrentes ajudaram-se uns aos outros esclarecendo dúvidas, conta.

Carlos Vidinha acabou o curso de carpintaria, na Escola Profissional das Capelas, há três anos. Trabalha por sua conta. Tem esperança que o prémio o ajude a ganhar nome como profissional. Até porque, confessa, “é difícil arranjar trabalho, porque a madeira está a ficar para trás. Agora há muitos materiais que vêm de fora e as pessoas escolhem mais este tipo de materiais, porque são mais baratos”, explica.

André Rodrigues também fez o curso técnico-profissional na Escola Profissional das Capelas. Terminou a sua formação em electricidade em 2006 e agora, embora preste alguns serviços de electricidade, dedica-se essencialmente à formação de outros jovens em várias escolas de ensino profissional.

Wilson Silva foi aluno da EPROSEC. Está a trabalhar há cerca de dois anos como recepcionista. “Estagiei duas vezes no mesmo local, e depois de fazer o estágio, ofereceram-me logo a hipótese de trabalhar lá”. Já Luís Martins formou-se na Escola de Novas Tecnologias em Gestão de Redes Informáticas, e está neste momento no Canadá.

Alcançadas as medalhas de ouro em Portugal, os vencedores açorianos vão provar o que valem além-fronteiras. À excepção de Wilson Silva, todos os outros vão integrar a “selecção nacional” 40ª edição do WorldSkills.

Onze medalhas ganhas pelos Açores

Os Açores levaram ao Campeonato das Profissões catorze profissionais e onze trouxeram medalhas de Santarém. A competição que reuniu, no Centro de Formação Profissional de Santarém, 165 jovens, entre os 17 e os 22 anos, para prestarem provas nas 34 profissões a concurso foi produtiva para as ilhas: a Região arrecadou quatro medalhas de ouro, cinco de prata e duas de bronze.

Além dos quatro campeões, afirmaram-se como vice-campeões (medalhas de prata), Emanuel Figueiredo, (Contabilidade e Gestão), Bruno Drumond (Cozinha), Carla Garcia (Higiene e Segurança no Trabalho), Ana Reis (Web Design) e Cristiano Pamplona (Desenho de Construção Civil – CAD).

É o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), como representante de Portugal na WorldSkills que promove, organiza e realiza os campeonatos regionais e nacional das profissões, assumindo a representação portuguesa nos campeonatos internacionais.

O objectivo destes campeonatos é motivar jovens, formadores, tutores e empregadores para o papel que a educação e formação podem ter na obtenção de altos níveis de desempenho profissional e no aumento da qualidade, da produtividade e da competitividade das pessoas e das organizações.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos