Economia

Governo exorta empresários a aproveitar negócios na área dos resíduos

  • 9 de Março de 2009
  • 264 Visualizações, Última Leitura a 18 Outubro 2017 às 02:46
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O secretário regional do Ambiente e do Mar desafiou os empresários açorianos, em particular os terceirenses, a aproveitarem, todos os dias, as oportunidades de negócio geradas pela reciclagem de resíduos.

Numa acção de esclarecimento promovida sexta-feira à noite, em Angra do Heroísmo, pela Direcção Regional do Ambiente e a Câmara do Comércio local, Álamo Meneses acrescentou que, para além da necessidade de as empresas terem a obrigação legal de eliminar, pelos canais próprios, os resíduos que produzem, esses materiais constituem uma oportunidade de negócio.

O governante salientou que embora existam áreas em que a eliminação de resíduos já está resolvida por iniciativa do Governo ou das câmaras municipais, subsistem outras em que continuam em aberto soluções em que os privados podem ter um papel preponderante.

Na apresentação das preocupações principais que se verificam na Terceira em termos de reciclagem de embalagens não reutilizáveis, foi referido que se estima que entrem, em cada ano, cerca de 50 a 60 milhões de garrafas de cerveja, sujeitas, como no resto da Região, a 10 cêntimos de taxa ambiental para os recipientes até a 25 centilitros, e a 15 cêntimos para as embalagens com mais do que essa capacidade.

Outro dado revelado na sessão refere-se à separação selectiva de embalagens, números estatísticos que revelam ser a ilha Terceira, per capita, a segunda zona do País que mais separa e deposita nos ecopontos ou na recolha selectiva porta-a-porta, mais embalagens de papel e cartão.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos