Economia

São Miguel com um terço do investimento público

  • 5 de Março de 2009
  • 296 Visualizações, Última Leitura a 23 Novembro 2017 às 18:31
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A maior e mais populosa ilha açoriana concentra um terço do investimento público em 2009. Infra-estruturas agrícolas, habitação, parque escolar, formação e sistemas de incentivos são algumas das prioridades

O Governo Regional tenciona distribuir 227,8 milhões de euros pelos mais diversos sectores em São Miguel ao abrigo do Plano Anual 2009.

No total Açores, os valores de despesa de investimento público previsto para este ano ascendem a 761,4 milhões de euros, dos quais 483,9 milhões da responsabilidade directa Governo Regional.

Para a maior e mais populosa ilha do arquipélago estão previstos cerca de 30% do total do investimento público, o equivalente a 227,8 milhões de euros a ser aplicados em construções escolares e formação profissional, melhoria de infra-estruturas agrícolas e modernização de explorações, sistemas de incentivos, habitação, ordenamento do território e rede viária, entre outras prioridades.

A nível Açores a dotação total para 2009 representa um acréscimo de 10% do investimento face ao ano anterior, quer na componente atribuída aos departamentos governamentais, quer na componente para as entidades públicas que promovem projectos públicos como, por exemplo, a EDA.

Assim, a dotação financeira afecta ao objectivo “Melhorar as Qualificações e as Competências dos Açorianos”, que inclui a programação para o domínio da Educação, Formação e da Qualificação Profissional, da Juventude, da Cultura, do Desporto e da informação e Comunicação Institucional, soma 171,6 milhões de euros, absorvendo 22,5% do valor global do investimento público.

As áreas que integram o objectivo “Promover o Crescimento Sustentado da Economia”, Agricultura e Florestas, Pescas, Turismo, Indústria, Comércio e Exportação, Inovação e Apoio Financeiro ao Investimento Privado, representam 39,9%, o que corresponde uma despesa prevista de 303,5 milhões de euros.

Por sua vez o objectivo “Reforçar a Solidariedade e a Coesão Social”, que integra os sectores da saúde, da solidariedade social e da habitação, dotado com 66,9 milhões de euros, representa 8,5% do valor global do investimento público.

Aos domínios do Ordenamento, Sistemas de Informação Geográfica, Ambiente e Energia, da Prevenção de Riscos e Protecção Civil e Acessibilidades, que promovem o objectivo “Gerir com Eficiência o Território promovendo a Qualidade Ambiental”, vai será afecta uma verba de 198,1 milhões de euros, a que correspondem 26% do valor global do Plano de Investimentos.

Por fim, para Qualificar a Gestão Pública e a Cooperação, englobando as áreas da Administração Pública, Planeamento e Finanças, incluindo a Cooperação Externa e Comunidades, está consignada uma dotação de 23,3 milhões de euros, o que representa 3,1% do valor global.

Ao nível dos departamentos do Governo é a Secretaria da Economia que detém o bolo maior (201, 2 milhões de euros) seguida da Secretaria Regional de Agricultura e Florestas (156,1 milhões de euros) e da Secretaria Regional do Trabalho e Solidariedade Social (121,6 milhões de euros).

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos