Economia

Governo Regional estranha número de chumbos na formação

  • 17 de Fevereiro de 2009
  • 279 Visualizações, Última Leitura a 25 Setembro 2017 às 04:32
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O director regional da Energia estranha o nível de exigência incutido na formação dos técnicos de certificação energética, que provocou a reprovação de 85 por cento dos 75 candidatos açorianos.

José Cabral Vieira, em declarações ao DI, confirma que o executivo - que anunciou o adiamento para 2010 da obrigatoriedade de certificação nos edifícios insulares (a portaria será publicada nas próximas duas semanas) - vai preparar legislação açoriana sobre a matéria, colocando sob alçada da Região a formação dos técnicos.

O responsável alega não fazer sentido que a maior parte dos candidatos açorianos - “indivíduos com habilitações” - tenha chumbado na formação.

“Pode haver aqui uma tentativa de corporativismo. Esta taxa de reprovação deixou-nos sem técnicos suficientes, o que, numa realidade de ilhas, não é possível. É preciso adaptarmos toda esta situação à nossa realidade. E é isso que faremos, em termos de legislação, até 2010”, adianta Cabral Vieira.

Nos últimos dias, vários técnicos de certificação energética açorianos insurgiram-se contra a decisão do Governo Regional de adiar para 2010 a certificação energética dos imóveis, alegando que a decisão prejudica o investimento que fizeram nessa área.

Várias cartas de protesto foram enviadas ao presidente do executivo, apurou DI. “Compreendo essa posição, mas, depois de termos estudado todas as possibilidades, esta foi a decisão mais adequada”, responde Cabral Vieira.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos