Economia

“Linhas de crédito são insuficientes”

  • 12 de Fevereiro de 2009
  • 252 Visualizações, Última Leitura a 20 Setembro 2017 às 04:02
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O presidente da Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo considera que a linha de crédito destinada à reestruturação das dívidas das empresas à banca, disponibilizada recentemente pelo Governo Regional será insuficiente, tendo em conta a procura dos empresários.

Sandro Paim diz já ter informado o Executivo sobre esta situação e considera que será necessário proceder à abertura de uma nova linha de crédito com esta finalidade.

No que diz respeito à outra linha de crédito, destinada ao reforço do fundo de maneio das empresas, o presidente da câmara do comércio do município terceirense acha que o valor disponibilizado vai permitir abranger muitas empresas durante os trinta dias de candidatura. Mesmo assim, Sandro Paim não sabe se será necessário reforçar o montante global.

A Câmara do Comércio de Angra Heroísmo está a realizar várias sessões de esclarecimento, dirigidas aos seus associados, sobre os recentes programas de apoio do Governo.

“Nestas sessões de esclarecimento vamos explicar aos empresários como se podem candidatar o mais depressa possível, porque neste momento de contracção económica é necessário agir rapidamente”, refere Sandro Paim.

A primeira sessão teve lugar ontem, em Angra do Heroísmo, e foi dedicada ao sector do turismo, incidindo nas áreas do alojamento, restauração e actividades de diversão e recreativas.

O sector turístico conta com medidas de apoio específicas, de que é exemplo o Programa de Valorização Profissional, em que os colaboradores das empresas do sector turístico poderão obter formação profissional, em período de baixa procura, com as entidades públicas a assegurarem, durante o período de formação, o pagamento da totalidade do rendimento dos trabalhadores envolvidos.

Amanhã irá realizar-se a segunda sessão de esclarecimento, também na Terceira, desta vez dedicada aos sectores do comércio, serviços, construção civil e indústria.

Nos passados dias 6 e 10 de Fevereiro, foi a vez das ilhas de São Jorge e Graciosa, onde existem núcleos da Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo, receberem as sessões de esclarecimento sobre os apoios governamentais.

Segundo Sandro Paim, as sessões de esclarecimento têm tido sempre muita adesão, contando com cerca de 130 empresários em São Jorge, e aproximadamente 60 na Graciosa, o que, tendo em conta a dimensão das ilhas, é um número significativo”.

Nestas sessões são também apresentadas as vantagens de ser associado da Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo e o plano de actividades para 2009.

Linhas de crédito para apoiar as empresas

O Governo Regional assinou, na semana passada, protocolos com doze instituições bancárias por forma a disponibilizar duas linhas de crédito de apoio às empresas, nos Açores. Uma destas linhas de crédito, no valor de 40 milhões de euros, destina-se ao reforço do fundo de maneio das empresas. Enquanto a outra é uma linha de apoio à reestruturação bancária, que vai possibilitar o equilíbrio do endividamento das empresas à banca, até um montante global de 100 milhões de euros, procurando a redução dos encargos financeiros, através da compensação das empresas pelo impacto negativo na estrutura de custos causado pelo aumento da taxa de juro dos últimos anos. O Governo pretende que o acesso a este crédito seja simples, sem burocracias e rápido.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Nove mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos