Economia

Automóvel: Aumento da fiscalidade antecipou compras em Dezembro e provocou quedas nas vendas de Janeiro

  • 3 de Fevereiro de 2009
  • 239 Visualizações, Última Leitura a 18 Agosto 2017 às 06:57
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

As vendas de veículos automóveis em Portugal sofreram em Janeiro uma quebra de 43,1 por cento fruto da antecipação de compras verificada em Dezembro, devido ao "forte aumento" da fiscalidade em 2009, anunciou hoje a associação do sector.

Em conferência de imprensa, o presidente da Associação Automóvel de Portugal (ACAP) precisou que na categoria de ligeiros de passageiros, o mercado registou uma forte quebra de 43,1 por cento "o que resultou em grande medida da antecipação de compras verificada em Dezembro de 2008, devido ao forte aumento da fiscalidade no início de 2009".

A antecipação de compra foi ainda mais notória nos veículos a gasóleo, onde o aumento de Imposto sobre Veículos (ISV) passou a ser mais acentuado em 2009.

Segundo José Ramos, em Dezembro de 2008, o mercado cresceu 37,9 por cento.

"Se considerarmos as vendas acumuladas nos últimos dois meses e as compararmos com o período homólogo do ano anterior verifica-se que o mercado apenas caiu 3,2 por cento", sustentou.

No que diz respeito ao mercado de veículos comerciais ligeiros verificou-se em Janeiro de 2009 um decréscimo homólogo de 45,7 por cento.

A categoria veículos pesados, por sua vez, contraiu-se 45,7 por cento, de acordo com os números fornecidos pela ACAP.

A ACAP rejeita a ideia que esta "forte quebra" de Janeiro será mantida nos restantes meses do ano e antecipa para o conjunto do ano uma quebra de 14 por cento, fruto da "conjuntura difícil" que é esperada para 2009.

Para 2010, a associação projecta que o mercado recupere 1,8 por cento.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos