Economia

BTL 2009 - "Nova era" na promoção do destino Açores

  • 27 de Janeiro de 2009
  • 213 Visualizações, Última Leitura a 21 Outubro 2017 às 00:13
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A edição de 2009 da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) revelou-se muito positiva para os Açores e marca o arranque de uma nova era na promoção turística do Arquipélago, é a opinião dos participantes açorianos ouvidos pela “a União”.

Cristina Ávila, presidente da Associação de Turismo dos Açores (ATA), considera a BTL 2009 “uma edição particularmente importante” pelo facto de ali ter sido apresentado o plano de marketing para a promoção turística dos Açores.

“Queremos transformar os Açores de um destino mono produto com enfoque especial no turismo da natureza, para um destino multi-produto que vá gerar riqueza e emprego para a população e que desenvolva valências como a observação de cetáceos, a vulcanologia ou o mergulho destinadas a nichos de mercado”, assume a presidente da ATA.

Sobre os valores envolvidos neste projecto, a responsável prevê que sejam “ sensivelmente maiores que os oito milhões gastos no ano passado, devido ao reforço da promoção em mercados já consolidados como a Alemanha ou Inglaterra”.

Cristina Ávila afirma-se igualmente satisfeita com a “grande afluência de público e operadores turísticos ao nosso pavilhão”, destacando ainda “ a campanha que trouxemos até Lisboa e que julgo ter sido uma aposta ganha, pois colocou, como nunca tinha sido feito, a promoção aos Açores na agenda da comunicação social e pôs as pessoas a falar da região”.

A Associação Regional de Turismo (ATR) partilha também da ideia que esta edição da BTL se saldou por um “balanço muito positivo”.

José Toste, director executivo da ATR, considera que “ a presença do Grupo Central ficou bem marcada na FIL. Tivemos muita gente no nosso espaço e conseguimos estabelecer contactos com operadores que poderão ser o início de algo que traga frutos em termos de animação turística e da promoção do Grupo Central”.

Sobre a polémica com a Câmara do Comércio e Indústria da Horta que precedeu a BTL, José Toste considera que ficou ultrapassada pois, “quem esteve presente pôde ver que não houve qualquer tipo de favoritismo e mostrámos que estamos todos juntos na batalha de promover o Grupo Central como produto turístico”.

Preço dificulta objectivos

O plano de promoção turística é “cinco estrelas”, mas o destino Açores “só será apetecível se tivermos preços mais baixos nas viagens para o Arquipélago “, defende Luísa Brasil, presidente em exercício da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo.

A autarca elogiou a campanha de promoção feita na capital à margem da BTL, mas entende que enquanto o preço das viagens se mantiver “os Açores vão continuar a ser uma região desconhecida” para a maioria das pessoas no Continente.

Sobre a participação de Angra do Heroísmo, a actual presidente destacou a apresentação da edição 2009 das Sanjoaninas “ festas que queremos que sejam cada vez mais conhecidas no território nacional e para isso apostámos na sua promoção junto de vários agentes do sector e junto da comunicação social”.

A divulgação do concelho como local apetecível para a realização de congressos e outros eventos foi outra vertente que a autarquia procurou realçar na BTL. De acordo com Luísa Brasil, dessa aposta surgiram já algumas pessoas ligadas à realização de eventos que nos contactaram para saber mais informações e condições para a utilização do Centro Cultural e de Congressos”.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Quatro mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos