Economia

Linhas de crédito disponíveis em Fevereiro

  • 27 de Janeiro de 2009
  • 282 Visualizações, Última Leitura a 19 Setembro 2017 às 13:24
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O presidente do Governo açoriano garantiu ontem que o conjunto de medidas anunciado no último Conselho de Governo, para atenuar os efeitos da crise económica nas ilhas, ficará disponível no início de Fevereiro.
 
Das medidas apresentadas pelo Executivo açoriano socialista, a 16 de Janeiro, destaca-se a criação de duas linhas de crédito, com um volume global de 140 milhões de euros, para dar maior liquidez às empresas no arquipélago.

"Nestes dias todas estas medidas estão a ser operacionalizadas com a banca, cujo protocolo será assinado nos próximos dias, para que todas as medidas anunciadas no Conselho de Governo tenham já um desenvolvimento imediato", afirmou Carlos César.

O presidente do Governo Regional terminou ontem uma série de audiências com partidos políticos e parceiros sociais, em Ponta Delgada, para preparar as Opções de Médio Prazo (OMP) (2009 - 2012) e Plano Anual de Investimentos da Região para 2009.

Ambos os documentos serão discutidos e votados no Parlamento açoriano em Março.

Segundo Carlos César, o conjunto de medidas tomadas pelo Governo Regional nos últimos meses permitiu retardar a chegada da crise aos Açores e as medidas recentemente anunciadas vão permitir que "a crise se vá embora mais cedo da região do que no resto do país".

Para o chefe do Executivo as audições com os partidos com assento parlamentar (PPM, BE, PCP, CDS/PP, PSD e PS) e os parceiros sociais "foram úteis" e permitiram concluir que todos exprimiram posições consonantes com as do Governo açoriano.

"A generalidade dos parceiros sociais e partidos políticos exprimiram uma consonância com a identificação que o Governo Regional fez da conjuntura difícil em que nos encontramos e com as medidas por nós tomadas atempadamente para superar os efeitos da conjuntura", disse Carlos César, acrescentando que não foi apresentada nenhuma nova medida para juntar ás do Executivo.

Para o governante esta "circunstância muito peculiar" constitui "o reconhecimento da rapidez com que o Governo açoriano diagnosticou e tomou medidas para superar a situação".

Depois de ter recebido ontem de manhã o CDS/PP, PSD e PS, Carlos César reuniu à tarde com os representantes da Câmara do Comércio dos Açores, que reivindicaram um reforço de verbas para o sector do Turismo em 2009 para consolidar o destino Açores através de acções de promoção.

Para Costa Martins, a par com a construção civil, será o Turismo um dos sectores mais afectados este ano devido à conjuntura internacional de crise, que leva as pessoas a "marcarem cada vez mais tarde" as suas viagens.

"Com os acordos e medidas anunciadas pelo Governo regional acredito que a situação será atenuada", afirmou Costa Martins, para quem "se o mercado bancário funcionar e emprestar crédito às empresas e famílias o ano de 2009 será pacífico".

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos