Economia

Açores enviam 8 mil toneladas para reciclar em 2008

  • 16 de Janeiro de 2009
  • 299 Visualizações, Última Leitura a 23 Outubro 2017 às 10:59
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Durante 2008 foram recolhidas nos Açores 8 mil toneladas de produtos para reciclar, quantidade que tem vindo a evoluir gradualmente ao longo dos últimos anos, apurou o AO online.

O material recolhido é enviado para Portugal Continental, via marítima, sendo que alguns deles podem ser remetidos ainda para Espanha, onde serão sujeitos a um tratamento para serem novamente integrados no mercado comercial.

A quantidade de material agora recolhida nos Açores é bastante superior às 11 toneladas obtidas em 2003, quando se deu início a este tipo de processo que tem em conta uma vertente económica e outra ambiental.

Os números atingidos nos Açores ainda estão distantes das metas definidas pela União Europeia até 2011, que são “bastante ambiciosos”, descreve a representante da Sociedade Ponto Verde, considerando “ser difícil de atingir esse objectivo”, sabendo-se que 22,5 por cento dos plásticos terão de ser reciclados.

Para aumentar os valores dos resíduos que aqui se recolhem “é necessário continuar a apostar na sensibilização das pessoas”, frisou a técnica.

Líderes a nível nacional

As ilhas de São Miguel e Terceira estão acima da média nacional no envio de resíduos para reciclagem, revelou Zurita Marques, gestora operacional do departamento da gestão de resíduos da Sociedade Ponto Verde durante uma acção de formação realizada ontem em Ponta Delgada.

“A ilha Terceira é a segunda Região de Portugal com maiores quantidades de recolha per capita, enquanto a ilha de São Miguel está acima da média nacional”, constatou a representante da Sociedade Ponto Verde.

As ilhas do Faial e Pico estão abaixo da média nacional, também segundo afirma a mesma fonte.

A Sociedade Ponto Verde realizou de 9 a 15 de Janeiro uma formação destinada a técnicos das autarquias, entidades fiscalizadoras, serviços da administração regional e empresas que produzem ou colocam embalagens no mercado, envolvendo participantes de todas as ilhas.

A iniciativa foi promovida em conjunto com a Secretaria Regional do Ambiente e do Mar com o objectivo de transmitir conhecimentos que possam ser difundidos “a outros públicos”.

Uma das principais dúvidas colocadas pelas pessoas é o facto do mesmo camião do lixo recolher o material pré-seleccionado nos ecopontos, misturando-o. “Quem está de fora não consegue ver que o camião está dividido em duas ou três partes e quando o contentor é elevado o lixo é posicionado no local apropriado”, explicou a representante da Sociedade Ponto Verde.

Esta empresa vai aproveitar a deslocação a São Miguel para se inteirar do sistema de recolha de resíduos no Nordeste, o primeiro concelho em Portugal a fazer uma recolha selectiva porta a porta, tendo procurado saber junto do vereador da tutela como está a funcionar o esquema naquele concelho.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos