Economia

OCDE: Economia portuguesa deve contrair-se 0,2% em 2009

  • 25 de Novembro de 2008
  • 269 Visualizações, Última Leitura a 19 Setembro 2017 às 13:30
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económicos (OCDE) reviu hoje em baixa as previsões de crescimento para a economia portuguesa para 2008 e 2009, antecipando agora uma contracção da riqueza gerada em 0,2 por cento no próximo ano.

Esta queda deverá ser inferior à esperada para a Zona Euro, que em 2009 verá o Produto Interno Bruto (PIB) reduzir-se em 0,6 por cento, segundo as previsões económicas da OCDE hoje publicadas.

Entre 2007 e 2008, a OCDE espera um abrandamento da actividade económica portuguesa, passando de um ritmo de 1,9 por cento no ano passado para 0,5 por cento este ano.

Depois de uma contracção do PIB em 2009, o crescimento deverá ser de 0,6 por cento em 2010.

Os técnicos desta organização afirmam que a intensificação da crise financeira e o abrandamento "significativo" nos mercados de exportação devem provocar quedas do PIB português entre o quarto trimestre de 2008 e a segunda metade de 2009, impondo uma contracção actividade de 0,2 por cento no conjunto do próximo ano.

As novas previsões comparam com valores anteriores mais elevados, já que o relatório de Junho da OCDE previa um crescimento de 1,6 por cento em 2008 e de 1,8 por cento em 2009.

O relatório da OCDE revê ainda em baixa a previsão da taxa de inflação - para 2,8 por cento em 2008 e 1,3 por cento em 2009.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Nove mais Dois? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos