Economia

Bolsa nacional abre em queda com EDP e BCP a pressionarem

  • 19 de Junho de 2008
  • 252 Visualizações, Última Leitura a 21 Agosto 2017 às 00:36
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

 

A praça portuguesa estende as quedas de ontem, penalizada sobretudo pelas desvalorização em quase 1% do da EDP e do BCP. Já a Galp Energia travar maiores perdas do índice de referência nacional, o PSI 20.


Assim, às 8h06, o PSI 20 descia 0,45% para os 10 043,20 pontos, em linha com os pares na Europa, com os investidores preocupados com as perspectivas económicas para os Estados Unidos.

A nível doméstico, a EDP é o título que mais penaliza. A energética cai 0,82% para os 3,65 euros, no dia em que anunciou que, a Energias do Brasil, na qual detém uma posição de 64,6%, acordou com o Grupo Rede a troca de activos. A transacção permite ao Grupo EDP reforçar a sua posição na produção de energia eléctrica no Brasil.

Outra queda de relevo pertence ao BCP, que desce 0,61% para os 1,63 euros, depois de ontem ter sido o único título do PSI 20 a encerrar positivo. Ainda na Banca, o BPI regride 0,66% para um mínimo nos 3,0 euros. O BES desliza 0,18% para os 10,895 euros.

A Portugal Telecom (PT) perde 0,2% para os 7,48 euros.

Pela negativa, destaque para a família Sonae. A Sonae Indústria recua 1,22% para os 3,23 euros, depois de ter sido já cotada num mínimo histórico nos 3,21 euros. A casa-mãe desvaloriza 1,15% para os 0,86 euros, após ter negociado num mínimo de 2005 nos 0,855 euros.

Também a Brisa contribui para as descidas. A concessionária de auto-estradas cede 0,67% para os 8,84 euros.

A Galp Energia avança 0,89% para os 15,80 euros, travando maiores quedas do índice de referência nacional.

O volume de negócios ascende a 2,6 milhões de euros.






Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos