Economia

Portugueses preferem agências on-line para férias mais curtas

  • 12 de Junho de 2008
  • 224 Visualizações, Última Leitura a 23 Agosto 2017 às 02:13
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os portugueses confiam mais nas agencias «on-line» para marcar ferias mais curtas, em Portugal, do que para fazer viagens de longo curso. O risco menor das primeiras justifica essa opção, refere o «Diário Económico».

Segundo a agência Abreu, a Madeira e os açores são os destinos mais vendidos. Na Netviagens, Portugal representa 25% das vendas totais; e a Vaviagens diz ser a mais competitiva para destinos dentro de Portugal.

Mas o vice-presidente da Espírito Santo Viagens, Francisco Sá Nogueira, que detém a TopAtlântico e a Netviagens, alerta para o facto de as vendas serem um reflexo da oferta. «o peso do destino Portugal é normal no plano do on-line. Em todos os mercados a venda do próprio país tem um peso determinante nas vendas», explica o mesmo.

Adianta o mesmo jornal que, ao contrário, na agência tradicional Top Atlântico, Portugal representa 17% e o peso do Brasil é o dobro do que tem na Netviagens. Para empresas tradicionais e na Internet, a facturação alcançada pelos balcões físicos é sempre muito superior ao on-line.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Quatro mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos