Economia

COMBUSTÍVEIS MAIS BARATOS - Açores são "espécie de oásis" na Península Ibérica

  • 5 de Junho de 2008
  • 409 Visualizações, Última Leitura a 18 Novembro 2017 às 21:37
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O presidente da Associação Nacional de Revendedores de Combustível (ANAREC) considerou hoje que os Açores são uma "espécie de oásis" na Península Ibérica, ao praticarem preços mais baixos do que em Portugal continental e Espanha.

No caso da gasolina e do gasóleo, os preços eram, a 30 de Maio, 12,9 e 47 por cento mais baixos, nos Açores, do que no Continente, enquanto que cada litro de gasóleo, para as pescas, custava menos 69 por cento no arquipélago.

Augusto Cymbron adiantou à agência Lusa que este "milagre dos combustíveis" só é possível porque o Governo Regional controla o preço de venda, para que a gasolina, por exemplo, possa ser vendida ao mesmo preço nas nove ilhas.

"O Governo Regional diferencia a aplicação do Imposto sobre os Produtos Petrolíferos (ISP), consoante a ilha, para obter um valor de venda uniforme no arquipélago", explicou Augusto Cymbron.

O presidente da ANAREC frisou que, nos Açores, são praticados preços "mais baixos do que no Continente e em Espanha".

Segundo disse, “os açorianos têm enormes constrangimentos devido à insularidade e, se não forem compensados em alguns aspectos, o custo de vida nas ilhas seria insuportável”.

 “Por isso, sou favorável há existência dessa "discriminação positiva" ao nível dos combustíveis”, disse.

“Espécie de tampão”

O secretário açoriano da Economia, Duarte Ponte, disse hoje à Lusa que o Governo Regional funciona como "uma espécie de tampão" perante as constantes variações internacionais do preço do combustível, controlando o custo de venda ao público, através de uma oscilação ascendente ou descendente de dez por cento no ISP.

"Utilizamos nos Açores a fórmula que era usada no Continente e na Madeira antes da liberalização dos combustíveis", revelou Duarte Ponte, assegurando que a liberalização dos combustíveis seria "ruinosa" para um arquipélago disperso e com cerca de 242 mil habitantes.

Nos Açores, o preço de venda ao público é calculado tendo por base o preço médio europeu (calculado mensalmente com base em dados de 14 países), o IVA, mais os custos de armazenagem e transporte para as ilhas e o ISP.

Considerando que se trata de uma questão de solidariedade interna, o governante referiu que na região os bens essenciais têm preços iguais em todas as ilhas para promover um "desenvolvimento sustentado e permitir que todas as ilhas sejam habitadas".

Duarte Ponte anunciou que, anualmente, o executivo regional paga quatro milhões de euros pelo transporte de combustível entre as ilhas, que é assegurado pela empresa que vence o concurso, que decorre de cinco em cinco anos.

No final de Maio, o Governo Regional aumentou os preços de venda dos combustíveis nas ilhas em dois cêntimos por litro.

A gasolina sem chumbo de 95 octanas passou a custar 1,33 euros por litro, o que representa uma diferença de 12,9 por cento em relação aos preços de referência no continente.

Relativamente à gasolina sem chumbo 98, a diferença de preços entre os Açores (1,37 euros) e o Continente chega aos 14,3 por cento.

As diferenças mais significativas entre a região e o continente verificam-se, porém, no Gasóleo Pesca (69 por cento), Gasóleo Agrícola (64,4 por cento) e Gasóleo Rodoviário (47 por cento). 

Para a automobilista Maria Medeiros, a diferença de preços dos combustíveis nas ilhas "faz pouca ou nenhuma diferença", argumentando que "cada vez há menos dinheiro na carteira". 

Depois de ter abastecido 30 euros de gasolina sem chumbo 98, confessou que gostaria de passar a andar mais a pé, mas depende do carro para se deslocar para o emprego, pelo que "não há outro remédio senão pagar".

Também Armindo Dutra, condutor há mais de 30 anos, se mostrou insatisfeito com os preços dos combustíveis, acrescentando que os benefícios de ter um carro a gasóleo são cada vez mais insignificantes.

"Antigamente compensava o gasóleo, mas com todos esses aumentos, está quase ao preço da gasolina", afirmou o condutor.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Nove mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos