Economia

Petróleo continua em queda a negociar nos 123 dólares perto de mínimos de duas semanas

  • 4 de Junho de 2008
  • 314 Visualizações, Última Leitura a 18 Novembro 2017 às 21:37
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *
Os preços do petróleo mantém a tendência de queda, estando a ser negociados na casa dos 123 dólares, em Londres e Nova Iorque, com os sinais de que as cotações acima dos 120 dólares o barril estão a limitar a procura de combustíveis.

Mafalda Aguilar

Às 8h47 o barril de Brent (petróleo de referência na Europa) para entrega em Julho era negociado no ICE de Londres a recuar 1,24 dólares para os 123,34 dólares, após ontem ter encerrado a perder 3,44 dólares.

À mesma hora o contrato de Julho do West Texas Intermediate (petróleo de referência nos Estados Unidos) era transaccionado no NYMEX de Nova Iorque a perder 48 cêntimos para os 123,83 dólares, depois de ontem ter desvalorizado 3,45 dólares.

Na semana passada, no feriado 'Memorial Day', o consumo de gasolina caiu 4,7%, numa altura em que os automobilistas estão a reduzir o consumo de combustíveis, depois de os recentes preços recordes do petróleo, afirmou ontem a MasterCard Inc.

"Existe evidência de que estes preços do petróleo estão a ter impactos económicos reais (..) existem alguns ajustamentos a ocorrer na procura e isso é um factor que está a pesar no preço do petróleo", afirmou à Bloomberg David Moore, analista do Commonwealth Bank of Australia.

Ontem, os preços do petróleo caíram, depois de o presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed), Ben Bernanke ter afirmado que a instituição está a trabalhar com o Tesouro dos EUA para "acompanhar cuidadosamente os desenvolvimentos nos mercados cambiais", estando ciente do impacto que o declínio do dólar tem na inflação. A desvalorização da moeda norte-americana tem contribuído para a subida dos preços das matérias-primas como o ouro, o petróleo e o milho, durante

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos