Economia

V CONVENÇÃO MUNDO VIP - Ilha Terceira acolheu 250 agentes de viagens

  • 3 de Junho de 2008
  • 296 Visualizações, Última Leitura a 19 Agosto 2017 às 03:38
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O maior operador turístico português escolheu a ilha Terceira para realizar o seu V Convenção. Este evento juntou cerca de 250 agentes de viagens nacionais e parceiros estratégicos da empresa.

 

 

Pedro Costa Ferreira, presidente do Mundo Vip, destacou a escolha dos Açores como uma “aposta inegável na promoção do destino junto dos agentes”. De frisar que o programa destinado aos Açores foi o que mais cresceu no ano passado, 80% em passageiros e 92% em volume de negócios, o que para o presidente da operadora prova duas realidades, primeiro “a aposta no destino e a oferta de qualidade apresentada tem sido reconhecida pelas pessoas que escolheram a região para férias”, e segundo que “o preço não é factor principal no momento da compra, já que os Açores têm gradualmente a ficar mais caros, mas a relação de qualidade é suficiente para aumentar as vendas de circuitos”.

As actividades

O sábado, 30 de Maio, foi o dia forte da convenção, uma vez que reunia todos os convidados e era o dia de apresentação das novidades para esta época alta.

O dia começou cedo com uma visita à “Biofontinhas”, um espaço que revela a agricultura biológica e as suas vantagens, que mostra a vertente natural dos Açores. Avelino Ormonde, proprietário do espaço, explicou alguns dos métodos utilizados, e algumas das curiosidades deste tipo de agricultura.

Seguiu-se uma passagem pela Lagoa das Patas, um dos locais mais exóticos da ilha e que arrancou muitos flashes dos visitantes, encantados pela harmonia da floresta e da interferência do homem. Para além das actividades lúdicas programadas (slide, tiro ao alvo em flechas, etc), foi tempo de petiscar qualquer coisa de forma a manter energias para o resto do dia.

Tomou-se a estrada a direcção do Pico da Bagacina onde se ia realizar uma das acções mais marcantes do dia – o grupo construiu uma vedação simbólica em torno da Marsilea Azorica, uma planta protegida e em vias de extinção (ver caixa). Esta pequena cerimónia contou com a presença de Eduardo Dias, professor da Universidade dos Açores e especialista na matéria, e do director do ambiente, Frederico Cardigos, que mostrou a importância desta espécie para a região e a forma como ela pode ser uma mais valia para a promoção da ilha Terceira junto dos amantes da flora.

Chegada a hora de almoço, o local escolhido foi o monte Brasil e a ementa Carne dos Açores. Desfrutando da linda vista que o monte proporciona e dos cheiros dos grelhados na brasa, ouviu-se uma breve explicação do contexto histórico da Ilha e da cidade angrense, proferido pelo professor Maduro Dias.

A tarde foi de relaxamento e maior liberdade para as agentes circularem pela urbe património mundial e descobrirem as delícias patrimoniais de Angra do Heroísmo.

A convenção foi no Hotel Terceira Mar, precedida de um pequeno cocktail. Foram apresentados os resultados do ano anterior, as brochuras com os destinos para a época alta de 2008, onde foi destaque uma exclusiva para os Açores, e algumas promessas à mistura, como a de aumentar em 30% o número de passageiros para a região.

Seguiu-se o jantar no Hotel do Caracol, com a temática Disney como pano de fundo. O ressort encantado, situado em Paris, festejou 15 anos de existência e bateu em 2007 todos recordes de afluência, a próxima convenção vai ter lugar na EuroDisney para assinalar esse crescimento.

A noite trouxe surpresas para os participantes, muita animação e convívio, com a música em cenário de destaque.

Campanha Ambiente

Uma das principais mensagens que a organização tentou transmitir é “a necessidade de preservar a beleza natural dos destinos e contribuir para a manutenção dessa riqueza”, nas palavras do presidente da empresa.

Na convenção do ano passado, realizada no Funchal, os intervenientes plantaram cerca de 250 árvores, ajudando a reflorestar uma área. Na Terceira a acção escolhida foi a de ajudar à preservação da Marsilea Azorica, uma espécie em vias de extinção. Os “laranjas”, fruto da cor do casaco distribuído pela organização aos participantes, construíram uma vedação ao único local do mundo onde se pode encontrar esta espécie e manter, ou pelo menos tentar, intacto o seu habitat natural.

Este pequeno acto foi mais que simbólico, tratou-se, de acordo com Frederico Cardigos, director do ambiente, “de mostrar esta espécie ao mundo, assumir a responsabilidade de divulgar a existência da planta na região e evitar a sua extinção”, e concluiu agradecendo “a participação do Mundo Vip nesta acção de divulgação do património natural da ilha e na forma activa como tenta incutir o conceito de preservação da natureza”.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos