Economia

Autarquias usaram apenas 22 % do crédito disponibilizado para pagarem a fornecedores

  • 19 de Abril de 2011
  • 301 Visualizações, Última Leitura a 17 Novembro 2017 às 21:07
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Apenas 13 milhões de euros da linha de crédito criada pelo governo regional dos Açores foram usados pelas autarquias para pagar a fornecedores.

O governo tinha disponibilizado 60 milhões de euros, mas afinal a adesão das autarquias ficou-se pelos 22%.

Apenas 10 autarquias e quatro empresas municipais recorreram à linha de crédito para pagar dívidas a fornecedores.

A Ocidente, nenhum dos trés municípios recorreu à banca.

Nas ilhas do Triângulo, contraíram empréstimos para pagar a fornecedores, a Câmara da Horta, Madalena e S. Roque do Pico, e o município de Velas em São Jorge.

Velas contraiu um empréstimo de quase 600 mil euros, São Roque quase 800 mil, Madalena do Pico mais 420 mil e o munícipio da Horta financiou-se para pagar a fornecedores com um empréstimo de 577 mil euros.

A câmara de Angra, na Terceira, não recorreu a esta linha de crédito, já a Praia da Vitória contraiu um empréstimo de mais de 1 milhão e meio de euros.

Mais de um milhão e meio de euros é também o valor contratualizado pelo municipio da Povoação e um pouco mais, um milhão e 800 mil, o crédito disponibilizado para pagar a fornecedores do município do Nordeste.

A Ribeira Grande contraiu o maior empréstimo desta lista fornecida pelo Governo. Um empréstimo de 2 milhões e quatrocentos mil euros para pagar dividas a fornecedores.

Nesta lista estão também os municípios da Lagoa, com um crédito de quase 500 mil euros e a Câmara de Ponta Delgada, que foi à banca buscar quase 700 mil euros para pagar a fornecedores.

Quanto às empresas municipais, foram à banca para pagar a fornecedores a CulturAngra, a Espaço Povoação, Nordeste ativo, e a empresa municípal Ribeira Grande Mais.

Entre os grandes devedores, Vila Franca não está na lista. António Cordeiro, o presidente da autarquia diz que está à espera do reequilíbrio financeiro para pagar aos empresários.

Ao todo foram injetados 13 milhões de euros, valor que os empresários dizem que não corresponde nem de perto, nem de longe às dívidas.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos