Economia

Empresas pagam importações a pronto devido à má reputação do País

  • 19 de Abril de 2011
  • 243 Visualizações, Última Leitura a 24 Junho 2017 às 17:25
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O problema, ainda sem proporções conhecidas, pode tornar-se um impedimento à produção.

Há cada vez mais empresas portuguesas a queixarem-se às associações empresariais que lhes está a ser exigido o pagamento a pronto sempre que importam matérias-primas, maquinarias e outros materiais.

Uma prática que resulta, não de quaisquer dificuldades das empresas, mas do facto de os fornecedores estarem desconfortáveis "com o risco da República, evidenciado pelos juros da dívida pública e pelas notações da agências de ‘rating'".

Os casos estão a multiplicar-se e arriscam bloquear a produção, sobretudo para as Pequenas e Média Empresas (PME) sem grande musculatura financeira - ainda por cima numa altura em que a banca está a minguar a transferência de crédito para a economia e o grosso das disponibilidades financeiras está a ser canalizado para o apoio às exportações.

Desde o ano passado, quando a imprensa internacional começou a dar conta da possibilidade de Portugal ter que recorrer a ajuda externa que vários fornecedores europeus começaram a exigir o dinheiro à cabeça, antes de fornecer.

E nas últimas semanas, com o pedido de ajuda do Governo português, estes casos cresceram exponencialmente.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos