Economia

DA TAP - Nova estratégia para combater low-cost

  • 2 de Junho de 2008
  • 318 Visualizações, Última Leitura a 19 Setembro 2017 às 15:26
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A Transportadora Aérea Portuguesa (TAP) apresentou a nova filosofia comercial que visa dinamizar o mercado nacional e internacional e dotar a transportadora de argumentos capazes de fazer frente às novas exigências impostas pelas low-cost.

“É fundamental estudar os nossos clientes e criar uma oferta baseada na segmentação, de forma a satisfazer as necessidades específicas de cada cliente”. Foi desta forma que Lourdes Lima, do departamento de vendas da TAP explicou a nova filosofia da empresa.

É sob o lema “1 voo, 5 formas de viajar” que a TAP pretende sensibilizar os seus clientes para esta nova postura. Em leves traços trata-se um oferecer, não um bilhete, mas 5 produtos à escolha, cada um com características distintas e enquadradas em clientes com diferentes exigências.

Para o mesmo destino a TAP vai disponibilizar tarifas diferentes, cada uma com uma designação, assim temos a ‘tap discount’, a ‘tap basic’, a ‘tap classic’, a ‘tap plus’ e a ‘tap executive’.

Á lupa

TAP Discount: este é o produto de combate aos preços incrivelmente baixos que as transportadoras low-cost praticam. Os clientes que desejem viajar a baixo custo podem procurar estas oportunidades que a empresa vai oferecer, limitando, obviamente, os serviços englobados no pacote. Ao optar por esta solução os clientes apenas acumulam 10% das milhas no cartão Vitória e só lhes é permitido transportar 15 kg de bagagem. A bordo mantém-se a refeição e o entretenimento.

TAP Basic: na solução em causa é para quem faz férias planeadas em classe económica, mas não dispensa algumas vantagens. Nas viagens de médio curso são contadas 50% das milhas em cartão e nas de longa curso a totalidade das milhas. Os clientes recebem informação via sms relativas ao voo e a bordo acrescem os jornais.

TAP Classic: é indicada para quem procura alguma flexibilidade, uma vez que já são permitidas reservas de lugares e existem reembolsos parciais dos valores pagos em casos de desistências ou impossibilidade de viajar. Ao resto de sublinhar que as milhas são sempre contabilizadas a 100%.

TAP Plus: especificamente para quem deseja rapidez e total flexibilidade a custos aceitáveis. Este produto é o mais elevado dos económicos e oferece serviços e terra semelhantes ao da classe executiva. Nos melhores aeroportos o embarque é diferenciado, a bagagem segue em regime prioritário, o check-in e a passagem na segurança é mais célere. O reembolso é total nesta vertente, é permitida reserva de lugares e alteração de bilhetes sem custos adicionais. A grande surpresa é na contagem das milhas, que no Plus é de 125% das milhas efectuadas.

TAP Executive: para as pessoas que não dispensam exclusividade, quer em terra, quer a bordo. Relativamente ao anterior este pacote engloba acesso aos lounges e a um centro de atendimento tap criado para o efeito, possibilidade de parque para automóvel em Portugal, vestiário, bolsa de toillete nos voos de longo curso, opção de escolha da refeição e contagem de 200% das milhas efectuadas.

O caso dos Açores

O modelo de transportes utilizado na região vem uma vez mais prejudicar os insulares, uma vez que estas novas ofertas de produtos e soluções não podem ser aplicadas à região. A não liberalização do espaço aéreo é o principal argumento utilizado pela TAP para não aplicar em pleno este projecto na região. No arquipélago da Madeira estão já em funcionamento estas regalias de serviços e pacotes, sendo que em ‘TAP Discount’ podem ser adquiridas passagens entre Funchal e Lisboa a preços na ordem dos 75 euros.

A tarifa de residente terá a particularidade de se integrar no pacote TAP Plus e beneficiar de todas as vantagens a ele inerentes. Ainda por esclarecer estão as possibilidades de, para passageiros que não queiram estar mais de 24 horas em Lisboa, adquirir passagens directas a destinos internacionais utilizando pacotes de valor inferior ao Plus. Alda Sousa, responsável pela TAP nos Açores, garante que vai haver essa possibilidade, necessário é apurar se ela é compensadora em termos monetários aos açorianos, uma vez que ainda não estão determinados esses valores.

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Quatro mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos