Economia

Renováveis representaram 28% da produção da EDA nas ilhas em 2010

  • 7 de Fevereiro de 2011
  • 234 Visualizações, Última Leitura a 19 Outubro 2017 às 17:14
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A componente renovável correspondeu a 28 por cento da produção da eléctrica açoriana EDA em 2010, reflectindo acréscimos de rendimentos das centrais geotérmicas, hídricas e eólicas em funcionamento nas ilhas, revelou a empresa.

No ano passado, a produção de energia com recurso à geotermia, apenas explorada em Portugal na ilha de São Miguel, aumentou 7,3 por cento, face a 2009, representando 20,4 por cento de toda a electricidade lançada na rede da EDA, indicam os dados da eléctrica regional a que a agência Lusa teve acesso.

A produção hídrica registou um aumento de 39,4 por cento e a eólica de 8,4 por cento, garantindo, no seu conjunto, uma quota de produção de 7,6 por cento.

Em 2010, o consumo de electricidade cresceu na Região Autónoma dos Açores em 2,9 por cento, face ao ano anterior.

O sector do comércio e serviços absorveu 44,2 por cento do consumo total, os usos domésticos 34,8 e a utilização industrial 16,4 por cento.

Renováveis mais acessíveis O sistema de incentivos à produção de energia a partir de fontes renováveis nos Açores tem, desde de Fevereiro do ano passado, novas regras que o tornam menos burocrático e mais acessível às famílias e empresas.

Além da desburocratização de alguns procedimentos, foi reduzido para 1000 euros o limite do investimento mínimo exigido às empresas e alterado o limite máximo do apoio a conceder, que passou para 50 por cento das despesas elegíveis até um máximo de 5000 euros.

São consideradas elegíveis as despesas com a aquisição e montagem dos equipamentos e com a adaptação das instalações, até um limite de 10 por cento do investimento.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos