Economia

Indústria exige ao Governo preço de combustíveis reduzido

  • 7 de Fevereiro de 2011
  • 241 Visualizações, Última Leitura a 18 Outubro 2017 às 03:00
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

À semelhança do que já acontece com a agricultura e com as pescas, o Governo Regional dos Açores deveria criar um preço de combustíveis para a indústria.

A ideia é defendida pelo Presidente da Câmara de Comércio de Ponta Delgada, que salienta que existem outros setores produtivos a perder competitividade na Região.

Mário Fortuna diz que há pouco menos de um ano chegou a transmitir a proposta ao executivo açoriano, mas faltou "abertura" para avançar com a medida.

Agora, com uma nova "escalada" do preço dos combustíveis, o representante dos empresários volta a chamar à atenção dos governantes para a necessidade de auxiliar as empresas.
 
De acordo com Mário Fortuna, há um conjunto de atividades que já está a ser penalizado com o aumento do preço dos combustíveis, que funciona como fator do aumento dos custos de produção, numa época de escassez de procura.

Laticínios, rações, padarias, transportes e hotelaria são algumas das indústrias que já têm sentido na pele as consequências dos novos preços, segundo Mário Fortuna.

No caso das padarias, já houve mesmo uma subida do preço do produto (derivado não só, mas também do preço dos combustíveis).

Contudo,  o presidente da câmara de comércio salienta que há casos em que as empresas não podem recorrer a essa solução, como a hotelaria, que enfrenta uma grave escassez de procura.

Contactado pelo DI, o secretário regional da Economia não quis, no entanto, prestar declarações sobre este assunto.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos