Economia

Relheiras com história são produto turístico

  • 20 de Janeiro de 2011
  • 267 Visualizações, Última Leitura a 23 Setembro 2017 às 02:08
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

As relheiras podem ser um dos principais produtos turísticos na Terceira, defende a ART, que está a desenvolver um projeto de divulgação destas marcas com história.

A Associação Regional de Turismo (ART) está a apostar na divulgação e promoção das relheiras enquanto produto turístico cultural de referência na ilha Terceira.

De acordo com José Toste, presidente do organismo, está a ser preparado um DVD, um livro e um folheto complementar com informação sobre estas marcas, valorizando, assim, o património da Região.

"Numa perspetiva turística, este projeto será um contributo para a diversificação da oferta e para a ocupação do tempo durante o qual os visitantes permanecem na ilha Terceira", disse o responsável a DI.

Neste sentido, adiantou, esta compilação da informação tanto pode existir por si só, dando origem a um roteiro delineado, como pode também ser um complemento a outros produtos turísticos, entre eles  os percursos pedestres, já que grande parte das relheiras da ilha existem em zonas com condições para a criação de trilhos.

"Outro dos objetivos é dar às empresas de animação turística e agentes de viagens matéria que lhes permita criar circuitos alternativos, atrativos e originais, às simples voltas e meias-voltas oferecidas aos turistas", frisou adiantando que "acreditamos que estes agentes, bem como os guias intérpretes, serão uma peça fundamental no sucesso deste projeto, pelo menos no que se refere a uma perspetiva turística".
 


Fixar turistas

Uma das mais valias deste projeto da ART é a possibilidade de contribuir para a permanência dos turistas na ilha, defende José Toste, até porque "paralelamente à temática das relheiras estarão outros assuntos complementares como a construção dos carros de bois ou os percursos pedestres que poderão ser incluídos numa visita a estes vestígios do passado", explicou.

É um pressuposto que vai de encontro ao que foi defendido pelo secretário regional da Economia, Vasco Cordeiro, na reunião que teve com as associações e empresários do setor do turismo na passada quarta-feira.

"Depois da reunião com o  secretário regional da Economia ficou clara a necessidade  da Terceira apostar e desenvolver um ou mais produtos turísticos nucleares de forma a que haja um aumento de fluxos e um aumento da estada média na ilha", sustentou.

Para o responsável pela ART, é ainda do consenso geral "que o turismo cultural é um desses produtos que precisa urgentemente de começar a ser trabalhado".

 

Potencial

As relheiras têm o potencial para constituir uma dessas ofertas nucleares, acredita José Toste.

"Estas são realmente marcas dos nossos antepassados que merecem ser recuperadas e uma das melhores formas de valorizar esse património é dando-lhe uma utilidade, neste caso dá-lo a conhecer aos que visitam a ilha Terceira", adiantou a DI.

O presidente da associação sabe que "provavelmente estas marcas do tempo são desconhecidas da maior parte das pessoas" mas, lembra, "existem factos e vestígios mais do que suficientes para captar a atenção de qualquer pessoa que se interesse minimamente por questões relacionadas com os antepassados de uma sociedade ou de uma população".

Assim, considera, este produto deverá ser procurado quer por turistas com interesse pelo contacto com a natureza quer por turistas com interesse por questões culturais. 

"Deverá certamente ser um tipo de visitante com alguma formação académica e que se interessa por saber pormenores culturais e históricos das regiões por onde vai passando", afirmou adiantando que "de forma resumida, enquadra-se dentro do perfil de turista que interessa à Região receber e apostar.

O projeto segue já avançada fase de execução. A produção do material promocional e dos suportes de informação deverão estar concluídos até ao final do primeiro trimestre deste ano. O objetivo é o processo estar implementado antes do início da época alta.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Quatro mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos