Economia

Meta de 31% em renováveis até 2020 publicada em Diário da República

  • 31 de Dezembro de 2010
  • 214 Visualizações, Última Leitura a 18 Agosto 2017 às 06:52
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A meta do Governo de que 31 por cento da energia utilizada em 2020 deverá ser proveniente de fontes renováveis foi hoje consagrada em Diário da República (DR).

O documento transpõe para a legislação portuguesa uma diretiva europeia que promove a utilização de energia proveniente de fontes renováveis, como por exemplo o vento e o sol.

Para o período entre 2011 e 2020 estão definidas diferentes metas intercalares: entre 2011 e 2012 a meta é de 22,6 por cento, para 2013 e 2014 o número sobre para 23,7 por cento, para os dois anos seguintes situa-se nos 25,2 por cento e para o período 2017-2018 a meta é de 27,3 por cento.

No setor dos transportes, por sua vez, pretende-se que, em 2020, 10 por cento da energia consumida seja proveniente de fontes renováveis.

A partir de 01 de janeiro, o decreto-lei hoje publicado assinala ainda que os produtores de electricidade e energia usada para aquecimento ou arrefecimento a partir de fontes renováveis podem pedir ao Laboratório Nacional de Energia e Geologia garantias de origem para a energia que produzem.

Com este decreto-lei, pretende-se reduzir as importações de combustíveis fósseis e criar riqueza e emprego no sector das energias renováveis.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Dois? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos