Economia

Investigação universitária com ligação às empresas

  • 4 de Novembro de 2010
  • 253 Visualizações, Última Leitura a 23 Novembro 2017 às 18:26
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O secretário regional da Ciência, Tecnologia e Equipamentos, José Contente, referiu ontem que o Governo Regional só irá apoiar projetos de investigação científica que resultem em mais-valias e valor acrescentado para a Região.

José Contente voltou a lançar um repto à Universidade dos Açores e outras instituições que concorrem ao financiamento de projetos de investigação para que "tenham a noção clara de que este é tempo de apostar em investigação que tenha retorno em termos económicos". 

"É tempo de apoiar projetos de investigação que tragam resultados económicos positivos e que se inscrevam no desenvolvimento sustentável da Região", acrescentou.

Segundo o governante, "o desafio é ligar a investigação científica ao setor empresarial, no usufruto pleno das potencialidades e recursos naturais do arquipélago, resultando assim numa escalada de desenvolvimento económico associado ao conhecimento".

"Vamos atribuir especial valor à investigação em desenvolvimento num contexto empresarial, aos projetos de investigação científica que representem um contributo para o desenvolvimento sustentável na Região", afirmou.

O secretário regional, que falava após a assinatura de um contrato de prestação de serviços de elaboração de cartografia vetorial à escala de 1:5000 na ilha do Pico, sublinhou "o forte investimento do executivo açoriano em prol do desenvolvimento da cartografia em todas as ilhas".

"O Governo Regional tem vindo a efetuar um esforço considerável na área da cartografia desde 2004, com o lançamento do concurso de voos aerofotogramétricos para todo o arquipélago, para o estabelecimento de uma cartografia vetorial de 1:5000 cada vez mais especializada e pormenorizada", referiu.

"Desde essa altura tem sido enorme a evolução resultante da aplicação destes voos, com a execução dos ortofotos da Região, que têm sido utilizados por diversas entidades regionais para desenvolvimento das suas atividades", adiantou.

Paralelamente aos ortofotos, têm sido estabelecidas parcerias para a execução de cartografia vetorial à escala 1:5000, estando já concluída a cartografia de São Miguel. Além destas parcerias, o Governo tem lançado concursos para execução de cartografia noutras ilhas, nomeadamente Santa Maria, Corvo, Graciosa e agora no Pico.

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Quatro mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos