Economia

Empresários querem vender mais nas Lajes

  • 29 de Outubro de 2010
  • 243 Visualizações, Última Leitura a 21 Novembro 2017 às 15:25
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo convidou ontem os militares norte-americanos para debatem com os empresários locais as oportunidades de negócio na Base das Lajes no que se refere à aquisição de bens e serviços.

Integrado na iniciativa "Negócios ao pequeno almoço", que decorreu numa unidade hoteleira de Angra do Heroísmo, o encontro contou com a participação de cerca de meia centena de empresários locais de diversas áreas de negócio.

Após uma exposição dos militares norte-americanos sobre como se pode vender bens e serviços à Base das Lajes, alguns empresários presentes no encontro queixaram-se das exigências que são colocadas nos contratos.

"Só recorrem a nós quando estão numa situação de rutura", referiu um dos empresários durante o encontro.

Para além da burocracia, esses empresários lamentaram as dificuldades no que se refere à entrada na Base das Lajes para as entregas dos produtos adquiridos pelos militares norte-americanos.

Por outro lado, a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo comprometeu-se a promover encontros setoriais entre os seus associados e os responsáveis pelas secções dos militares norte-americanos que fazem a aquisição de produtos no mercado local.

 

Números da base

Durante o encontro com os empresários locais, os norte-americanos divulgaram os números sobre os montantes que são gastos anualmente na Base das Lajes na aquisição de bens e serviços.

De acordo os dados, os militares norte-americanos da Base das Lajes gastaram cerca de 86 milhões de dólares (61,4 milhões de euros) em 2009 com o pagamento de salários, aquisição de bens e serviços e outras despesas.

No que se refere à aquisição de bens e serviços durante o presente ano económico que termina a 31 de outubro, os militares norte-americanos gastaram 24 milhões de dólares (17,1 milhões de euros), dos quais 18 milhões de dólares (12,8 milhões de euros) ficaram no mercado local.

No montante global dos contratos celebrados para a aquisição de bens e serviços 12 milhões de dólares (8,5 milhões de euros) foram para empresas de construção civil.

Os militares norte-americanos fizeram aquisições de bens com cartão de crédito no ano económico de 2010 de cinco milhões de dólares (3,5 milhões de euros), sendo que 2,6 milhões de dólares (1,8 milhões de euros), tiveram como destino o mercado local.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Nove mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos