Economia

Regras que definem convenção entre clínicas privadas e Serviço de Saúde já foram publicadas

  • 22 de Setembro de 2010
  • 250 Visualizações, Última Leitura a 18 Dezembro 2017 às 12:54
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Estão já publicadas as regras que definem o relacionamento entre as clínicas privadas que pretendam convencionar com o Serviço Regional de Saúde a realização de cirurgias que fazem parte do Vale de Saúde.

As regras foram publicadas esta Terça-feira em "Jornal Oficial" e as clínicas têm 15 dias para aderir.

Estão a ser convencionadas 83 cirurgias em várias especialidades: oftalmologia, ortopedia, urologia e nefrologia, exactamente, as áreas onde há mais utentes em lista de espera, na Região Autónoma dos Açores.

Depois de convencionadas, as clínicas têm 30 dias para realizar as cirurgias, quando contactadas pela Saudaçor.

Os valores estão tabelados e correspondem ao preço em vigor no programa de combate às listas de espera dos hospitais da Região, e que, por sua vez, resultam de uma tabela, a nível nacional.

O valor inclui todos os serviços prestados ao utente, ou seja, consulta de avaliação, meios de diagnóstico, cirurgia, cuidados pós-cirúrgicos, durante o período máximo de 2 meses e tratamento de qualquer complicação.

O utente não tem nada a pagar.

Caberá à Saudaçor proceder à atribuição dos Vales de Saúde.

Quem estiver à espera de cirurgia há mais de 18 meses e o hospital não tiver capacidade de resposta, será contactado para realizar essa cirurgia nas clínicas convencionadas.

O Executivo prevê gastar, ainda este ano de 2010, 350 mil euros em cirurgias.

O diploma hoje publicado, destina-se a clínicas privadas pertencentes ao sector social, Misericórdias e IPSS, mas vai alargar-se a todas as clínicas privadas da Região e do Continente que queiram aderir.

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos