Economia

SATA baixa tarifas para a Abreu promover turismo este Inverno

  • 25 de Agosto de 2010
  • 237 Visualizações, Última Leitura a 20 Agosto 2017 às 04:04
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os dois parceiros acordaram segunda-feira uma tarifa promocional com vista a fomentar o turismo nacional durante a chamada época baixa, permitindo pacotes de cerca de 240 euros e que também envolvem os hoteleiros.

Isto com algumas condições colocadas pela transportadora açoriana: uma estadia mínima de três noites e reserva antecipada.

Assim, na próxima época baixa, a Abreu que opera na Região há mais de 40 anos, onde tem cinco escritórios e conta com vários parceiros além da SATA (hoteleiros, empresários da restauração, rent-a-car e guias), estima trazer entre 5500 a 6000 turistas nacionais.

A atingir-se este objectivo, representa um crescimento comparativamente às 4600 reservas registadas no último Inverno, revelou ontem ao Diamantino Pereira.

Em périplo por três das ilhas dos Açores, o director comercial da agência participou ontem em Ponta Delgada como convidado num encontro da agremiação SKAL - Clube dos Açores (organismo internacional de agentes da indústria do Turismo).

Em causa está a preparação da promoção para o período de 1 de Novembro a 30 de Abril, e no seguimento de uma aposta que está a ser promovida pela Abreu há quatro anos, através da marca Super Açores.

“É um produto que temos que pretende dinamizar as vendas para os Açores”, diz. Sem revelar que percentagem representam as vendas do destino no volume de negócios da agência, não hesita em afirmar que a Abreu necessita “das vendas do produto Açores”.

Apesar de reconhecer que o factor preço é importante, Diamantino Pereira diz que não é o único.

Tanto que um dos circuitos que tem tido mais sucesso é o que dá pelo nome de “Paisagens e Sabores.”

Ronda os 1500 euros e oferece uma semana com viagens e alojamento incluídos em quatro ilhas, visitas e refeições servidas e regadas com ‘sabor da terra’.

Assim, defende este responsável nacional da Abreu, para além do preço, para ter sucesso cada pacote tem que ser bem vendido e “com paixão”.
Como? Mobilizando os colaboradores e a rede de lojas (ler caixa) para a promoção do destino, com recurso a campanhas, edições especiais de jornais (o da agência tem quase 150 mil subscritores), ‘flyers’ e decoração de lojas.

O director comercial da agência que trouxe aos Açores mais de 9 mil turistas em 2009, sublinha que o turista nacional, pelas suas características, deixa valor acrescentado. Não fica no hotel, aprecia a gastronomia local e participa em actividades.

Questionado sob a melhor forma de vender os Açores, responde que por ilha e regista a diversificação ao nível da oferta de actividades: o Whale Watching, a pesca desportiva e passeios de barco, essencialmente no Faial, ou passeios de jipe em São Miguel .

“Cada ilha é uma ilha e, por isso, o que oferecemos é diferente”, diz.

 

Grau de satisfação na ordem dos 90%

O director comercial da Abreu garante que o grau de satisfação dos turistas que responde aos inquéritos da agência é elevado e espera que a Região consiga manter “a boa imagem”, pois os “turistas contam com qualidade, higiene e segurança...”.

Com cerca de 800 empregados e 135 lojas em Portugal , 70% dos turistas que chegam aos Açores no Inverno através da Abreu vêm para estar numa só ilha e aproveitar, por exemplo, um fim-de-semana prolongado.

No Verão, esta percentagem inverte-se e preferem comprar circuitos e ‘tocar’ em, pelo menos, três ilhas.

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos