Economia

Número de queixas nos sindicatos 10 vezes superior ao registado em 2009

  • 24 de Agosto de 2010
  • 224 Visualizações, Última Leitura a 20 Agosto 2017 às 04:02
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Victor Silva, dirigente do SABCES (Sindicato dos Trabalhadores de Alimentação, Bebidas e Similares, Comércio, Escritórios e Serviços ) indicou que durante 2010 o número de queixas pelos trabalhadores aos sindicatos foi mais de 10 vezes superior ao registado em anos anteriores.

“Até há cerca de dois anos ocorriam esporadicamente atrasos salariais.

Contudo, estes valores eram repostos ou no mês seguinte ou nos dois meses seguintes. Mas eram casos raros”, recorda o dirigente.

“Agora, o que temos verificado é que o período de atraso se alargou, assim como aumentou para dimensões preocupantes o número de casos em que os salários não são pagos atempadamente” explica.

De acordo com o mesmo, a situação de desemprego é agravada por haver nos Açores muitas famílias com dois ou mais desempregados, que têm grande dificuldade em recorrer aos apoios da Segurança Social pois “sempre viveram do seu trabalho e têm vergonha de pedir apoio”.

Apontando ainda que dificilmente a situação irá melhorar durante o segundo semestre de 2010, Victor Silva esclarece que a situação é “bem pior” do que dizem os números.

“Se, à actual taxa de desemprego, somarmos os milhares de açorianos que estão em programas ocupacionais, com contratos suspensos, em lay-off, ou os que procuram o primeiro emprego e não são contabilizados nestes números, percebemos que a situação real é bem pior”, indicando ainda que 20% dos desempregados inscritos em agências de emprego não recebem subsídios.

Victor Silva conclui ainda que ”é fundamental ao Governo Regional tomar todas as medidas necessárias para combater o flagelo do desemprego”.


 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Dois? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos