Economia

Crescimento do turismo não implica menos promoção

  • 13 de Agosto de 2010
  • 139 Visualizações, Última Leitura a 20 Agosto 2017 às 04:08
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Secretário Regional da Economia adiantou ontem que “as taxas de crescimento positivas” do turismo “não significam que o processo de promoção do destino Açores esteja concluído” e apelou à conjugação esforços entre setor público e empresários.

“As taxas de crescimento que temos, positivas dentro do panorama nacional, acabam por significar algo para os Açores. Mas estes dados e números devem servir para a perceção que estamos no meio de um processo. Não estamos numa fase em que podemos afirmar que o trabalho está feito”, disse Vasco Cordeiro.

O responsável pela pasta da economia falava à margem da apresentação do novo sítio na internet do Turismo dos Açores, uma página interativa, com vídeos, imagens e informações sobre as novas ilhas açorianas, num projeto da Associação de Turismo dos Açores (ATA).

Na apresentação do novo sítio, o secretário regional salientou que “as taxas de crescimento não podem constituir motivo para baixar os braços”, sublinhando que “o sucesso do turismo nos Açores é um processo onde continua a ser necessário muito trabalho”.

Vasco Cordeiro salientou a aposta que deve continuar na divulgação e notoriedade do destino Açores, envolvendo setor público e empresários, mas “não apenas dentro dos modelos tradicionais” de promoção, dando como exemplo o caso do mercado nacional que “está a crescer à volta dos cinco a seis por cento”.

“Temos que continuar a explorar as possibilidades de aumentar também a parte de clientes no mercado nacional e isto faz-se não apenas dentro dos modelos tradicionais de promoção, mas através das novas tecnologias que permitem alcançar um público mais vasto e pela mensagem que transmite”, sustentou.

Para o secretário regional a criação do novo sítio na internet do Turismo dos Açores corresponde assim às “necessidades” para o investimento na área, reforçando que a estratégia no setor “implica concertação das vertentes da promoção, o tipo de turista a cativar e um desenvolvimento sustentado”.

O novo sítio na internet do turismo dos Açores, cuja conceção custou 186.500 euros, foi desenvolvido pela empresa multinacional LBI – Media Lab.

Este investimento, integra uma candidatura de cerca de um milhão de euros destinados à promoção da Região, onde constam, não só a construção do site, mas igualmente a respectiva promoção, produção  de conteúdos e respectiva manutenção - ao longo dos próximos 3 anos, envolvendo a participação, além da empresa responsável,  de diversas entidades regionais, nomeadamente no que diz respeito à tradução e produção.


 

Novo sítio

Em www.visitazores.com o visitante pode encontrar vídeos e imagens sobre as ilhas e onde é destacada “a magia e a beleza natural” do arquipélago.

O sítio dá a conhecer ainda várias atividades desenvolvidas em cada ilha, nomeadamente o wale watching ( observação de cetáceos) ou mergulho, e os operadores que prestam aquele serviço, divulgando também informações sobre festividades e tradições.

Também a presidente da Associação de Turismo dos Açores salientou a importância do novo sítio para a divulgação dos Açores.

“A internet é parte integrante para o desenvolvimento do turismo nos Açores e o seu posicionamento no contexto internacional como um destino de natureza”, frisou Cristina Ávila, acrescentando que a criação do site “faz parte de um projecto que inclui ainda várias ações que vão ser desenvolvidas para promover e atualizar” a página.


 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos