Economia

Dormidas na Terceira caem 6,8 por cento

  • 10 de Agosto de 2010
  • 217 Visualizações, Última Leitura a 20 Agosto 2017 às 03:56
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O número de dormidas nos estabelecimentos hoteleiros dos Açores caiu 4,8 por cento no primeiro semestre deste ano, apesar da subida de 1,4 por cento verificada em junho, revelou ontem o Serviço Regional de Estatística (SREA).

Entre janeiro e junho, as maiores quebras nas dormidas foram registadas nas ilhas de São Jorge (14,6 por cento), São Miguel (8,7) e Terceira, com uns expressivos 6,8 por cento.

Entre janeiro e junho, os hotéis, apartamento turísticos, pousadas, pensões e estalagens do arquipélago registaram 431 500 dormidas, devendo-se a quebra registada face ao período homólogo de 2009 à redução da procura por estrangeiros.

Nos primeiros seis meses de 2010, as dormidas proporcionadas por hóspedes nacionais subiram 6,1 por cento, enquanto as de visitantes estrangeiros caíram 14,9 por cento, segundo o SREA.

Em termos de receitas totais, verificou-se na primeira metade deste ano uma quebra de 3,9 por cento, para 20,2 milhões de euros.

O rendimento médio por quarto apurado para o primeiro semestre do ano na hotelaria açoriana foi de 19,5 euros, o que corresponde a uma variação homóloga negativa de 3,5 por cento.

Em sentido contrário, registaram uma evolução positiva as ilhas Graciosa (105,6 por cento), Flores (38,8), Pico (25,2), Santa Maria (18) e Faial (6,8).

O comportamento negativo dos números das dormidas nos Açores tem vindo ser noticiado. Em Fevereiro a quebra era de 4,4 por cento face ao mesmo mês do ano anterior.

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos