Economia

Redução do preço das passagens aéreas divide PS e PSD

  • 17 de Junho de 2010
  • 225 Visualizações, Última Leitura a 21 Outubro 2017 às 00:22
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A polémica relacionada com a redução do preço das passagens aéreas entre os Açores e o continente para menos de 100 euros domina esta quarta-feira as atenções no parlamento regional, com troca de declarações entre os dois maiores partidos.

O assunto foi inicialmente levantado por Artur Lima, do CDS/PP, numa intervenção perante o plenário, tendo a polémica começado quando, durante o debate que se seguiu, o PSD considerou que o PS desmentiu o presidente do governo, Carlos César.

“O PS desmentiu hoje Carlos César sobre as passagens aéreas abaixo dos 100 euros”, afirmou Jorge Macedo, do PSD, numa conferência de imprensa à margem dos trabalhos do parlamento regional.

Jorge Macedo recordou que Carlos César tinha anunciado uma redução para preços inferiores a 100 euros nas passagens aéreas “regulares e promocionais”, salientando que o PS agora apenas fala em “tarifas promocionais”.

Para o deputado regional social-democrata, “o que vai acontecer” é uma redução ligeira no preço das actuais passagens promocionais, que custam cerca de 120 euros, que continuarão a ser acessíveis apenas a um número reduzido de passageiros em cada voo.

Na sequência desta conferência de imprensa, questionado pelos jornalistas, o deputado socialista Francisco César confirmou que estão em causa apenas “tarifas promocionais”.

“Nós estamos a falar nas tarifas promocionais”, afirmou, acrescentando que “em nenhum lugar do mundo existem todas as tarifas abaixo dos 100 euros”.

Francisco César admitiu que o PS e o Governo Regional gostariam que “essas tarifas fossem para todos”, mas frisou que só é possível avançar “na medida do que é possível”.

Nesse sentido, considerou que apenas existe “margem” para reduzir os preços para valores inferiores a 100 euros nas tarifas promocionais.

A redução do preço das passagens aéreas entre os Açores e o continente foi anunciada por Carlos César em meados de Abril, no discurso de encerramento do Congresso do PS/Açores.

Desde essa altura, a questão foi várias vezes levantada, mas nunca se esclareceu que tipo de passagens aéreas iriam custar menos de 100 euros, permanecendo a dúvida se seriam acessíveis a todos ou apenas aos residentes nos Açores.

Recentemente, Carlos César confirmou que o processo está em curso e encontra-se actualmente na Direcção-Geral de Finanças, a última etapa relativa às entidades nacionais que se têm que pronunciar, seguindo depois para a União Europeia.

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos