Economia

Presidente do Governo dos Açores justifica o aumento do desemprego

  • 17 de Junho de 2010
  • 232 Visualizações, Última Leitura a 20 Outubro 2017 às 00:25
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Carlos César afirma que "os trabalhadores ilegais não detectados pela Inspecção de Trabalho, foram transformados pelas empresas em desempregados legais".

As explicações do Presidente do Governo foram dadas no Parlamento, onde Carlos César admitiu a existência de falhas de fiscalização da Inspecção Regional de Trabalho.

O Chefe do Executivo confirmou "a existência de empregados em situação ilegal, especialmente, na construção civil, por incapacidade de detecção da nossa Inspecção de Trabalho. Havia muitos mais desempregados do que nós pensávamos".

No entanto, adiantou o Presidente do Governo "as empresas que tiveram que empregar ilegais e, depois, por razões de má gestão, tiveram que os despedir, fizeram com que eles passassem a legais".

A explicações do Presidente do Governo foram dadas para justificar o aumento do desemprego nos Açores e surgiram na sequência de críticas de António Marinho, líder da bancada do PSD, que recordou as estatísticas crescentes e o "aumento do desemprego, na Região, que, este ano regista mais 1.700 desempregados do que em 1995".


 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Dois? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos