Economia

Manutenção representa 10% a 15% dos acidentes mortais em Portugal

  • 1 de Junho de 2010
  • 296 Visualizações, Última Leitura a 18 Dezembro 2017 às 12:38
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Entre 10 e 15 por cento dos acidentes de trabalho mortais em Portugal ocorrem em actividades de manutenção, sendo esta a área eleita para a campanha europeia de segurança para 2010/2011, anunciou hoje a ACT.

A manutenção representa 15 a 20 por cento do total de acidentes laborais, segundo a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

Em conferência de imprensa, Luís Lopes, coordenador da ACT para a segurança e saúde no trabalho e membro do executivo da Agência Europeia do sector (EU OSHA) indicou que o tema escolhido para a campanha europeia de segurança 2010/2011 foi o da manutenção, que “é transversal a todos os sectores de actividade”.

Segundo o responsável, as pequenas e micro empresas têm um peso muito grande nas actividades de manutenção, quer preventiva, quer de reparação, que são muito frequentemente feitas em regime de subcontratação.

Luís Lopes salientou que a crise económica acabou por tornar o tema mais actual, porque as dificuldades económicas levam as empresas a apostar mais na manutenção das máquinas e equipamentos em vez de investir em novos e frequentemente traduz-se em adiamentos da manutenção preventiva.

Observou que esta é uma situação grave porque a manutenção correctiva (reparação) acaba por sair mais cara que a preventiva, além de a reparação muitas vezes se seguir a acidentes de trabalho, por vezes mortais.

Luís Lopes adiantou que dos 115 acidentes de trabalho mortais ocorridos em Portugal em 2009, 15 foram por esmagamento, 13 por acidentes com máquinas e 10 por eletrocussão, “a maioria deles durante operações de manutenção”, situação que não difere muito da europeia.

Aquele membro do Conselho executivo da EU-OSHA revelou que as campanhas europeias de segurança e saúde no trabalho começaram por decorrer uma semana por ano, depois passaram a temas anuais e agora duram um biénio.

A Agência Europeia tem vindo a atribuir um prémio de boas práticas de segurança e saúde no trabalho e nesta campanha atribui dois prémios, um deles reservado a pequenas e micro empresas, acrescentou.

Luís Lopes assinalou que em 2009 foi pela primeira vez atribuído também um prémio nacional de boas práticas.

Manuela Calado, coordenadora da campanha em Portugal, indicou que a campanha 2010/2011 visa alertar as empresas para a obrigação, inclusive legal, de garantirem a segurança das operações de manutenção preventiva e de reparação.

O lançamento europeu da campanha foi a 28 de Abril, em Portugal decorre a 23 de Junho em Aveiro e em Outubro de 2010 e 2011 decorrem semanas que concentrarão um grande número de eventos, explicou.

Manuela Calado adiantou que podem organizar eventos da campanha empresas, sindicatos, associações empresariais, autarquias e escolas dos vários graus de ensino, incluindo o superior, que têm apoio de técnicos da ACT.

Luís Lopes destacou que “a participação das autarquias tem levado a campanha ao interior do país, o que é particularmente importante”.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos