Economia

Açores/Lisboa/Açores a 100 Euros este ano

  • 20 de Abril de 2010
  • 220 Visualizações, Última Leitura a 20 Outubro 2017 às 00:29
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A descida das passagens aéreas nas ligações entre os Açores e o Continente para uma média abaixo dos 100 euros será uma realidade ainda antes do lançamento do próximo concurso de prestação de serviço público de transporte aéreo, ou seja, antes de Outubro e provavelmente a tempo do período de verão.

Em declarações à Antena 1-Açores, o presidente do Governo Regional, Carlos César avançou que se está em condições de, nos próximos 30 dias, após fechado o acordo com o Governo da República, ser apresentada uma notificação com as alterações pretendidas à União Europeia.

Segundo o líder do executivo açoriano ainda se está em fase de concretização técnica mas o objectivo é de que desapareça o actual limite mínimo de 120 euros para as tarifas aéreas, permitindo às operadoras aéreas praticar preços mais baixos, tanto em termos de passagens promocionais como de uma tarifa regular.

César avançou que, deste modo, o preço médio da ligação entre o arquipélago e os Açores será abaixo dos100 euros.
Além disso, estas passagens são destinadas quer aos residentes no arquipélago como aos turistas.

Carlos César frisou que as indemnizações compensatórias são da responsabilidade do Governo da República, mas que não se prevê aumento de encargos para o Estado a curto prazo.

O líder dos socialistas açorianos e presidente do Governo Regional adiantou, domingo, no último dia do Congresso do PS/Açores, em Angra do Heroísmo, que as tarifas aéreas entre o arquipélago e o Continente vão descer a curto prazo para preços “abaixo dos 100 euros”.

Carlos César acrescentou que o Executivo está a trabalhar também para que “outros limites fixados nas obrigações de serviço público sejam alterados”.

Já em entrevista, a Fevereiro deste ano, ao jornal “Açoriano Oriental” e à rádio TSF, o presidente do Governo Regional, avançava que ia “ser possível propor uma alteração de natureza cirúrgica às obrigações de serviço público que estão em vigor” e que esperava que a União Europeia concordasse.

“Em 2011, como estava previsto, estaremos perante uma revisão global das obrigações do serviço público e do modelo. Será uma versão mais liberalizante e elástica da actual, que tem alguma rigidez”, dizia.

Empresários satisfeitos

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria dos Açores, Mário Fortuna, já considerou que a intenção do Governo Regional representa uma “resposta adequada” às necessidades do mercado.

“Viagens aéreas mais baratas entre a Região e o exterior são indispensáveis para assegurar a competitividade” da oferta turística açoriana face a destinos concorrentes, defendeu Mário Fortuna.

Para Mário Fortuna, este valor “está dentro do limite considerado razoável”, acrescentando que está dentro do que é “praticado noutros mercados com os quais competimos”.

Apesar de não ter sido essa a opção do Governo, Mário Fortuna considerou que a medida anunciada por Carlos César na sessão de encerramento do Congresso do PS/Açores vai ao encontro da reivindicação dos empresários, para quem o que importa é “assegurar tarifas competitivas”.

A sete de Abril, DI noticiava que a Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo defendia a descida das tarifas aéreas entre Lisboa e os Açores para 100 euros, para que o turismo pudesse recuperar das quebras sucessivas registadas nos últimos meses.

O presidente da Câmara de Comércio, Sandro Paim, afirmava que esta seria “uma solução melhor do que a liberalização dos transportes aéreos na Região”.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos