Economia

Número de mulheres empregadas aumentou mais de 40% numa década

  • 16 de Abril de 2010
  • 229 Visualizações, Última Leitura a 23 Outubro 2017 às 10:59
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O nono prémio “Igualdade é Qualidade”, iniciativa da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE), que visa combater a discriminação entre homens e mulheres no trabalho, foi apresentado nos Açores, região onde o número de mulheres que trabalham tem vindo a crescer acentuadamente nos últimos 10 anos.

Os dados oficiais indicam que, ao longo da última década, se registou um aumento superior a 40 por cento no número de mulheres a trabalharem nos Açores, atingindo quase 45 mil em 2008. Este crescimento ainda foi mais evidente ao nível das jovens mulheres, tendo o seu número duplicado nos últimos anos.

Esta nona edição do prémio foi apresentada numa cerimónia que contou com a presença da secretária regional do Trabalho e Solidariedade Social, Ana Paula Marques, e que se realizou na Nova Gráfica, empresa de Ponta Delgada que recebeu uma Menção Honrosa em 2009.

Na cerimónia, Ana Paula Marques salientou que “existe nos Açores um conjunto de empresas que se pautam pela ética empresarial e pela responsabilidade social”.

Para a secretária regional, “há que criar condições para que homens e mulheres estejam de forma igualitária no mercado de trabalho, no exercício da maternidade e paternidade e na promoção de uma melhor articulação entre a vida pessoal, familiar e profissional”.

Os dados publicados pelo Observatório do Emprego e Formação Profissional, indicam que, entre 2000 e 2008, o número de mulheres nos quadros das empresas dos Açores aumentou 52 por cento, enquanto o número de mulheres quadros superiores subiu 121 por cento.

O aumento ainda foi maior no que se refere ao número de mulheres quadros altamente qualificados, que cresceu 299 por cento neste período.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Quatro mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos