Economia

Governo tem respondido de forma satisfatória às necessidades dos empresários da Graciosa

  • 6 de Abril de 2010
  • 195 Visualizações, Última Leitura a 23 Agosto 2017 às 02:20
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O montante de investimentos que foram realizados na ilha Graciosa, no âmbito dos sistemas de incentivos do actual quadro comunitário em vigor, “é bastante superior ao montante que no quadro anterior foi utilizado, mesmo que desse volume global sejam retirados os apoios concedidos para a construção do novo hotel”, referiu hoje, em Santa Cruz da Graciosa, o Secretário Regional da Economia.
 
Vasco Cordeiro, que falava a diversos órgãos de comunicação social, no final de uma reunião com o Núcleo Empresarial da Ilha Graciosa, acrescentou ainda que “também o número de projectos aprovados é já superior, o que demonstra que a economia da ilha está a fazer o seu percurso e a construir as condições para o seu sucesso”.
 
O encontro com os empresários da Graciosa, segundo Vasco Cordeiro, foi de grande utilidade para “proceder a uma análise dos desafios que se colocam, mas também para trocar algumas impressões sobre os constantes aperfeiçoamentos que se afigurem necessários em relação a diversas matérias”.
 
Uma necessidade de aperfeiçoamento que, explicou o secretário Regional da Economia, “é, em primeiro lugar, afirmada e reafirmada pelo Governo”.
 
Segundo Vasco Cordeiro, entre as diversas matérias analisadas respeitantes à Graciosa, encontra-se o sector do turismo, que regista neste momento, “um aumento no número de dormidas e de visitantes”, assim como o das acessibilidades, “como é o caso das novas Obrigações de Serviço Público para o transporte aéreo, que contempla uma descida das tarifas, o aumento do número de frequências e de capacidade de lugares para a ilha”.
 
Vasco Cordeiro deu, igualmente, garantias que o projecto para a construção de uma rampa roll on roll off está já em fase de planeamento.

“O Governo dos Açores tem estado atento a um conjunto de aspectos que constituem uma resposta que acreditamos ser cabal e satisfatória para o desenvolvimento da Graciosa”, defendeu.
 
 Assim, referiu Vasco Cordeiro, “o que tem sido feito pelo Governo é garantir que em áreas chave para o desenvolvimento da Graciosa as condições para o seu sucesso estejam criadas”.
 
“Há um ponto para lá do qual o Governo não pode ir porque há uma parte que deve ser da iniciativa dos próprios empresários.

Estamos confiantes porque o que tem vindo a ser feito constitui um trajecto positivo para a ilha Graciosa”, concluiu.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos