Economia

Açores terão três estações do Sistema Internacional de Monitorização do Tratado de Proibição de Ensaios Nucleares

  • 5 de Abril de 2010
  • 191 Visualizações, Última Leitura a 20 Agosto 2017 às 07:51
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A estação de detecção de testes nucleares da Graciosa, hoje apresentada, eleva para três os postos do Sistema Internacional de Monitorização do Tratado de Proibição de Ensaios Nucleares instalados nos Açores, confirmando a importância do arquipélago na segurança mundial.

A Graciosa vai receber uma estação de infra-sons, que se juntará à estação hidroacústica das Flores, já a operar, e à estação de radionuclídeos de Ponta Delgada, actualmente em fase de testes.

As três estações integram o Sistema Internacional de Monitorização (SIM) que está a ser montado pela ONU para verificar o cumprimento do Tratado de Proibição de Ensaios Nucleares, ratificado por 151 países, entre os quais Portugal.

No total, o SIM terá 337 estações de tipo sísmico, hidroacústico, de radionuclídeos e de infra-sons.

A Graciosa vai receber uma das 60 estações de infra-sons a nível mundial, contribuindo para a cobertura do Atlântico Norte, onde também existem estações idênticas em Guadalupe, Gronelândia, Bermudas e Cabo Verde.

As estações de infra-sons apresentam como especial vantagem a capacidade de detecção de eventos a milhares de quilómetros de distância.

Nesse sentido, assumem particular importância na vigilância de testes nucleares, acidentes em instalações químicas e lançamento de foguetões, além de permitirem uma mais valia no estudo da actividade sísmica e vulcânica.

Os Açores foram escolhidos para receber esta estação devido à estratégica localização no Atlântico Norte, num processo que começou em finais de 1998 e culminou com a opção pela Graciosa em meados desta década.

A futura estação, que será operada pelo Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos da Universidade dos Açores, começa a ser construída nas próximas semanas e deve estar concluída em Junho, num investimento global de 1,9 milhões de euros.

O equipamento será instalado em Julho, prevendo-se que a partir de Setembro possa começar a transmitir via satélite, a partir do Centro de Registo de Dados que será construído na zona da Feiteira, para o Centro Internacional de Dados, em Viena, Áustria.

A fase de testes deve prolongar-se por cerca de seis meses, estimando-se que o funcionamento regular da estação decorra a partir dos primeiros meses de 2011.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos