Economia

180 produtores de leite abandonam actividade nos Açores e recebem 4 milhões de euros

  • 31 de Março de 2010
  • 132 Visualizações, Última Leitura a 18 Agosto 2017 às 21:58
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Cerca de 180 produtores de leite dos Açores abandonam quinta-feira esta actividade, recebendo compensações que ascendem a quatro milhões de euros pela alienação das quotas, no quadro de uma operação de regaste leiteiro promovida pelo governo regional.

Para o presidente da Associação Agrícola de S. Miguel, Jorge Rita, esta medida permite aos pequenos produtores "evitar a falência e retirar-se com dignidade", contribuindo ainda para "melhorar as condições" dos produtores que permanecem em actividade.

Nos últimos dez anos, as três operações de resgate promovidas pelo executivo açoriano traduziram-se numa redução de cerca de 700 activos afectos à produção leiteira, salientou Jorge Rita, em declarações à Lusa.

Nesse sentido, frisou que estas intervenções permitiram o reforço dos direitos de produção atribuídos a outros lavradores e uma melhoria no dimensionamento das explorações, com benefícios para a respectiva rentabilidade.

Apesar da perda de activos, a produção leiteira dos Açores tem vindo a crescer nos últimos anos, correspondendo actualmente a mais de um quarto da produção nacional.

Para Jorge Rita, o actual número de produtores de leite no arquipélago deve implicar que novas operações de resgate que venham a ser lançadas tenham apenas um "carácter cirúrgico".

Os quatro milhões de euros que serão pagos aos produtores que cessam a actividade a partir de quinta-feira, que correspondem a quatro cêntimos por cada litro de quota resgatada, vão ser liquidados em duas tranches, uma este ano e outra em 2011.

Na perspectiva do presidente da Associação Agrícola de S. Miguel, o valor a pagar pelos direitos de produção resgatados é "muito bom", tendo em conta a previsão do desmantelamento do regime de quotas a partir de 2015.

A esta operação de resgate concorreram 285 produtores, tendo sido excluídos 107, que pretendiam alienar uma quota global de 13 milhões de litros de leite.

Na selecção dos produtores abrangidos por esta medida, o executivo regional privilegiou as pequenas explorações e as unidades de produção com problemas de sanidade animal ou localizadas em zonas vulneráveis.

Na ilha de S. Miguel cessam a actividade 81 produtores de leite, na Terceira 38, em S. Jorge 33 e no Faial 20 produtores.

Vão também deixar esta actividade cinco produtores no Pico, um na Graciosa e um nas Flores.

Os dados oficiais indicam que, no final do ano passado, os Açores tinham cerca de 3500 produtores de leite, contra 6000 em 1996.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos